Não falem mal

Irmãos, não falem mal uns dos outros. Quem fala contra o seu irmão ou julga seu irmão, fala contra a Lei e a julga. Quando você julga a Lei, não a está cumprindo, mas está se colocando como juiz.
Tiago 4.11

Falar mal significa fazer declarações falsas, como as condenadas em Êxodo 23.1. Significa fofoca, difamação, testemunho falso, condenação do outro por meio de críticas.

critica.jpgQuem condena seu irmão coloca-se acima da Lei. Acima, portanto, de Deus.

Falar mal do outro é estratégia para passar-lhe a perna. Faz parte da guerra entre os que cobiçam (4.1-3), adúlteros espirituais que cultivam amizade com o mundo (4.4-6).

É necessário, para resolver o problema de falar mal, o arrependimento (4.7-10).

Falar mal dos outros é problema para você?

Juiz de toda a terra, reconhecemos que o Senhor é aquele que julga a todos com retidão e justiça. Confessamos a sua bondade e com a nossa língua desejamos abençoar os outros. Que assim façamos pela sua palavra. Pelo Verbo eterno, Amém.

Amanhã, estamos o aguardando!

2 pensamentos em “Não falem mal”

  1. Amizades fortes foram abaladas, relacionamentos sólidos quebrados e a comunhão destruída pelo mau uso da língua – órgão criado por Deus somente para edificação dos ouvintes. “Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, e sim unicamente a que for boa para edificação, conforme a necessidade, e, assim, transmita graça aos que ouvem” (Efésios 4:29). Mas os seres humanos não aguentam ficar só nisto e passam facilmente dos limites pré-estabelecidos por Deus. Não podemos esquecer que teremos que prestar conta a Ele de tudo o que falamos ou fazemos. “Digo-vos que de toda palavra frívola que proferirem os homens, dela darão conta no Dia do Juízo; porque, pelas tuas palavras, serás justificado e, pelas tuas palavras, serás condenado” (Mateus 12:36,37). Que pensemos bem antes de proferir qualquer palavra ou fazer algo; e se alguém vier até nós para falar mal de outrem, seja quem for, possamos ter a atitude correta de não permitir isso. Muitos já se deixaram levar pelas palavras más dos outros contra alguém que se relaciona ou goste e acabam mudando seu modo de pensar e agir com esta pessoa. Isto é muito perigoso. Tomemos cuidado. Em casos assim, sempre ouça a fonte e não, terceiros, seja lá quem for. “Pelos seus frutos os conhecereis. Colhem-se, porventura, uvas dos espinheiros ou figos dos abrolhos?” (Mateus 7:16).

  2. A lígua é um pequeno fogo que um grande bosque incendeia, devemos guardá-la para das angústias livrar tb a nossa alma.
    Guardarei os meus caminhos para não pecar com a minha língua; guardarei a boca com um freio, enquanto o ímpio estiver diante de mim.(Slms 39:01

Deixe uma resposta