Gostei demais! E ri muito em pensar na gritaria do treinador e o velocímetro parado… mas o propósito do post não deixa de ser preocupante. Temos que acordar para a “lerdeza” espiritual. Obrigado pela meditação. Deus o abençoe!