Divórcio é um assunto muito comentado e pouco resolvido a luz das escrituras. Muitos transformam o divórcio – como outras coisas – em um assunto polêmico. Mas não há polêmica quando o assunto é a Palavra de Deus. Deus criou o homem e depois a mulher, porque viu que o homem estavá só e que isso não era bom (Gênesis 2:18). O matrimônio e a família são criação de Deus, não dos homens (Gênesis 2:18-25). Deus não criou o divórcio, mas o homem o “criou”. Porque? Por causa da dureza de seu coração (Mateus 19:7,8); por causa de sua cobiça (Êxodo 20:17); por causa de seu desamor (Ef 5:25,28,29); por não querer cumprir a vontade de Deus (Marcos 10:9); dentre tantas outras razões. Deus odeia o divórcio e por mais razões que um casal possa ter, ele não mudará o seu conceito. “Porque o SENHOR, Deus de Israel, diz que odeia o repúdio …” (Malaquias 2:16a). Deus criou o matrimônio para que ele dure até a morte física (Romanos 7:2,3; 1 Co 7:39). Ninguém é obrigado a casar-se, mas se for casar, escolha bem o seu companheiro(a), para que não haja arrependimento depois e assim se quebre o inquebrável: a aliança eterna do matrimônio. Deus abençoe, ilumine e guie o seu matrimônio na luz de Cristo.