A obra contínua de Cristo

A obra de Jesus não parou depois da sua morte.

Portanto, ele é capaz de salvar definitivamente aqueles que, por meio dele, aproximam-se de Deus, pois vive sempre para interceder por eles. Hebreus 7.25

A morte de Jesus na cruz foi suficiente, sem necessidade de nenhum outro ato para redimir o homem. Seu sacrifício foi único, servindo uma vez por todas. Mas isso não significa que Cristo deixou de atuar no plano de Deus, depois de subir aos céus e assentar-se à direita de Deus. Ele continua trabalhando como Senhor glorioso.

Jesus continua salvando pessoas. No verso acima, o autor afirma que Jesus é (verbo presente) capaz de salvar. É o que ele ainda faz hoje. Sempre que alguém ouve a Boa Nova e é imerso na água, Jesus salva. Ele salva no presente. Sua paciência hoje significa a nossa salvação, 2Pe 3.15.

Jesus continua intercedendo pelo seu povo. Cristo ainda vive para outros (Lightfoot 175). Ele representa os fiéis perante o Pai. Os pecados dos que buscam não pecar são por eles apagados, 1Jo 2.1-2.

Jesus continua enviando seu povo. A missão de Deus continua e o Senhor Jesus ainda envia cada um de seus seguidores ao campo para produzir fruto que permanece.

Jesus continua fazendo-se presente. Jesus disse aos Doze que estaria com os discípulos “até o fim dos tempos” Mt 28.20. Os Doze morreram. A presença contínua de Jesus se refere aos que vivem hoje. Sua presença significa sua ajuda no cumprimento da missão.

Senhor, dependo de Jesus hoje e sempre! Chego ao Senhor por meio dele. Que possa eu viver na sua presença, em Cristo.

Deixe uma resposta