Por causa do trabalho de Cristo

Filipenses 2.30: Quem está à altura para isso?

Em algumas circunstâncias, a qualidade e a virtude duma pessoa ficam muito evidentes pela extremidade da situação, o que foi o caso de Epafrodito, enviado pela igreja filipense para suprir as necessidades do apóstolo Paulo.

porque ele quase morreu por amor à causa de Cristo, arriscando a vida para suprir a ajuda que vocês não me podiam dar.
Filipenses 2.30 NVI

Paulo não deixa claro de que maneira Epafrodito arriscou a vida, se foi doença ou alguma forma de perseguição sofrida por se identificar com o apóstolo preso pelos romanos. Mas o fato é que ele não se deixou intimidar pelos desafios e sofrimentos que apareceram na sua frente.

Na NVI, a tradução: “por amor à causa de Cristo”, é um tanto estranha, pois a frase é literalmente: “pela obra de Cristo” (A21), frase esta mais elegante, simples e precisa. Ver também VFL e NTLH: “por causa do trabalho de Cristo”, e ARA: “por causa da obra de Cristo”.

A obra do Senhor valia, para Epafrodito, a própria vida. Não havia para ele limites quanto ao cumprimento desta obra.

Havia poucos como ele no primeiro século e poucos há hoje com o mesmo espírito.

Há algo errado em nosso ensino, de modo que muitos ficam aquém desta disposição de Epafrodito? Falta a disciplina na igreja, que permite reinar a preguiça e mediocridade? São perguntas que precisam ser respondidas em cada local e trabalho.

A maior pergunta, porém, é esta: Coloco eu mesmo a obra de Cristo acima da própria integridade física e material?

2 pensamentos em “Por causa do trabalho de Cristo”

  1. Deus te abençoe por este estudo, versículo a versículo de alguns trechos da carta de Paulo aos Filipenses.
    Foi fantástico, obrigado!
    Que o Senhor seja contigo!

Deixe uma resposta