Terá sempre onde morar

Salmo 37.27: Olhe além do momento.

Desvie-se do mal e faça o bem; e você terá sempre onde morar. Salmo 37.27

Uma câmera capta um único momento dentro do tempo e nos apresenta a cena daquele segundo. Às vezes, registra uma expressão facial ou gesto estranho que normalmente não teríamos notado na correnteza dos movimentos.

O justo que olha ao seu redor para o sucesso de pessoas más pode pensar que sempre será assim. Ele se incomoda com a injustiça. Consegue ver apenas o momento que está enxergando. Para ele, toda a realidade é contida naquela imagem momentânea.

Com esta imagem em mente, o justo pode ser tentado a abandonar o bem e praticar o mal. Ele precisa lembrar, porém, que o futuro trará outro resultado. Os ímpios cairão e serão eliminados, os inimigos de Deus “murcharão como a beleza dos campos; desvanecerão como fumaça” v. 20. Deus “não abandonará os seus fiéis” v. 28. Esta é a mensagem do Salmo 37. “Não se aborreça por causa dos homens maus e não tenha inveja dos perversos” v. 1.

Para garantir seu lugar na terra, então, o justo precisa rejeitar o mal e fazer o bem. Suas atitudes determinam seu futuro. Para o íntegro e justo, “há futuro para o homem de paz” v. 37. O salmo vai alternando entre o fim do ímpio e a felicidade do justo.

Bem como este salmo foi organizado em forma de acróstico, Deus estruturou a vida para dar a recompensa ao homem conforme seus atos.

Jesus veio para trazer perdão e justiça. A vida em conformidade com seu Senhorio é aquela que tem o prazer da esperança da vida eterna. Seguir o Jesus ressurreto e glorificado é partilhar seu futuro.

Ajuda-me, Pai, a olhar além deste momento de confusão, para ver a recompensa que aguarda todos os que vivem em Cristo.

Deixe uma resposta