Mantenham

Assim diz o Senhor: “Mantenham a justiça e pratiquem o que é direito, pois a minha salvação está perto, e logo será revelada a minha retidão”.
Isaí­as 56.1

O mundo corrói os valores cristãos e as más influências enfraquecem os impulsos espirituais. Por isso o Senhor nos chama constantemente a manter, guardar e proteger o que recebemos de bem da parte dele.

O que você perdeu de bom em 2006? O que fortaleceu de espiritual?

E em 2007, como fortalecerá a justiça e o eterno em sua vida?

Essas coisas Não acontecem por acaso. Sem bons planos e grandes esforços, continuaremos perdendo o que é de mais precisoso e duradouro.

Faça seus planos, portanto, e desempenhe-se para garantir que, quando vier a salvação de Deus, você seja incluí­do.

Ruas barulhentas

A sabedoria clama em alta voz nas ruas,
ergue a voz nas praças píºblicas;
nas esquinas das ruas barulhentas ela clama,
nas portas da cidade faz o seu discurso: …
Provérbios 1.20-21

A vida agitada Não é de hoje. É caracterí­stica de pessoas, e Não de épocas.

Esta passagem descreve a sabedoria de Deus como se fosse uma pessoa gritando no meio da multidão no ponto mais movimentado da cidade — dentro dos portíµes, onde se encontrava as áreas comercial e jurí­dica. Todos estão conduzindo seus negócios e tratando dos seus assuntos do dia, deixando o “louco” da sabedoria gritando sozinho na esquina.

Se você quer a sabedoria de Deus, vai ter que parar, com sólida decisão e profundo compromisso, para ouvir e seguir as coordenadas divinas.

São poucos que farão e é provável que você, leitor, continuará sua vida agitada nas ruas barulhentas em 2007.

Leia Provérbios 1.20-33 para ouvir todo o apelo da sabedoria e a conseqí¼ência da vida agitada que deixa o Senhor falando sozinho na esquina.

Para conhecer Deus

Sabemos que o conhecemos, se obedecemos aos seus mandamentos.
1 João 2.3

Para o ano de 2007, tenho apenas uma oração por você: para que conheça a Deus.

Alguns dos meus queridos leitores Não o conhecem.

Outros pensam que o conhecem, mas Deus Não os conhece.

Outros o conhecem de fato e são por ele conhecidos.

Como posso ser tão atrevido escrevendo estas coisas? Porque o próprio Deus nos dá as condiçíµes de saber quem o conhece ou Não.

Se. Esta partí­cula expressa uma condição, a da obediência. Podemos saber se o conhecemos SE obedecemos aos mandamentos do Senhor.

Se posso ajudar você a saber se conhece a Deus ou Não, estou í s suas ordens.

Pois Não há outro desejo maior que tenho para o seu bem.

Pelos profetas

Este evangelho ele prometeu antemão pelos seus profetas nas santas Escrituras.
Romanos 1.2 BND

Não temos um Deus que guarda segredo, mas que nos informa antes da hora de seus planos e intençíµes. Com a promessa do Senhor por meio dos profetas, sabemos que estava em preparo havia muito tempo a Boa Nova, o projeto especial do Deus que Não aceitava um “Não” como resposta.

Para que Não se perdesse suas promessas, ele mandou escrevê-las nas Escrituras.

Pode ser que esqueça o coração, mas Deus Não ia perder o rumo do seu plano. E assinou em baixo.

Em pé

Ele me disse: “Filho do homem, fique em pé, pois eu vou falar com você”. Enquanto ele falava, o Espí­rito entrou em mim e me pí´s em pé, e ouvi aquele que me falava”.
Ezequiel 2.1-2

Quando o Senhor ordena, ele capacita. Com o seu mandamento ele dá o Espí­rito para poder cumprir. Quando ele fala, ele nos dá condiçíµes de ouvir.

E quando nos coloca em pé, assim ficaremos.

O biblista inglês, F.F. Bruce, escreveu que Ezequiel “tinha caí­do, mui naturalmente, ante a visão da glória de Deus, mas quando um homem que assim tem se humilhado é levantado para ficar em pé perante Deus, ele pode resistir firme face todo vento adverso que sopra”.

Abracemos, portanto, todo mandamento do Senhor, sabendo que o seu Espí­rito está pronto para entrar em nós para que cumpramos tudo o diz nosso Mestre.

Como é dificil

Jesus olhou ao redor e disse aos seus discí­pulos: “Como é difí­cil aos ricos entrar no Reino de Deus!”
Marcos 10.23

DinheiroO jovem rico acabara de ir embora, triste com o mandamento de Jesus de vender seus bens e dar o dinheiro aos pobres, porque tinha muitas riquezas. E as amava.

Provavemente os discí­pulos ficavam olhando para Jesus, perplexos que ele deixaria ir embora um exemplo tão excelente de homem bem-sucedido e de bons princí­pios. Talvez esperassem que Jesus chamava o rico de volta para uma negociação de termos mais aceitáveis.

Mas Jesus o deixa ir embora mesmo. Porque Não aceita ninguém com lealdade dividida.

O problema Não são as riquezas. O problema é amá-las (ou qualquer outra coisa) mais do que Deus.

Mas as riquezas grudam fácil ao coração. E saem somente com dificuldade.

Serva de Deus

É serva de Deus, agente da justiça para punir quem pratica o mal.
Romanos 13.4b

Serva de Deus é o governo de cada paí­s. Ela serve seus propósitos garantindo a segurança e sustentando o bem pelo castigo do mal.

Paulo escreve a cristãos que moravam na capital do império romano. O relacionamento com o governo naquela cidade teria sido questão crí­tica, especialmente no momento em que escreve, pois era Nero o imperador.

Por pior que seja um governante, é melhor do que a alternativa: o caos ou a rebelião. A Não ser que o governo exija negar Jesus, os cristãos se submetem í s autoridades governamentais e são seus melhores cidadãos.

Eles Não justificam o descumprimento das leis alegando serem “filhos do Rei”. Por serem discí­pulos de Jesus, submetem-se í s autoridades.

Jesus batizava

Depois disso Jesus foi com os seus discí­pulos para a terra da Judéia, onde passou algum tempo com eles e batizava.
João 3.22

O texto sobre o encontro de Jesus com Nicodemus (3.1-21) serve bem para apresentar a atividade do Senhor batizando as pessoas.

Ele tinha ensinando a Nicodemus que “Ninguém pode ver o Reino de Deus, se não nascer de novo” (v. 3), “da água e do Espí­rito” (v. 5).

Agora, ele passa algum tempo batizando as pessoas que vinham até ele. As pessoas estavam vindo “para a luz” (v. 21) ao serem batizadas por Jesus.

Enquanto Jesus batizava, João também fazia a mesma coisa (v. 23). Nesse momento havia dois batismos: o de Jesus e o de João, a quem sempre apontava o Senhor como o Messias.

Mas chegou a hora em que ficou um só batismo (Efésios 4.4), o qual permanece até hoje: a imersão na água da pessoa arrependida para receber o perdão dos pecados.

Hoje, as denominações criaram muitos batismos. Mas ainda continua havendo um só (Mateus 28.18-20; Atos 2.38; 22.16). Você já recebeu o batismo que Jesus ordenou?

Se não, receba-o hoje para que seja discí­pulo dele, perdoado dos pecados e preparado para a eternidade.

Todo trabalho

Todo trabalho árduo traz proveito, mas o só falar leva í  pobreza.
Provérbios 14.23

Todos conhecemos aquela pessoa que vive falando dos seus planos sem nunca colocá-los em ação. Ou aquele que sempre comenta o que precisa ser feito sem fazê-lo.

Pior ainda o que joga a conversa fora, bom de papo, mas fraco de mãos.

As palavras são importantes, mas palavras só Não resolvem.

Temos que botar a mão na massa.

Esta verdade também vale quando se fala das coisas de Deus.

Falar bem de Deus, de Jesus, de religião nada adianta.

Temos que buscar a vontade de Deus. E fazê-la.

Você já começou?

Sempre o cuidado

Por isso, sempre terei o cuidado de lembrar-lhes estas coisas, se bem que vocês já as sabem e estão solidamente firmados na verdade que receberam.
2 Pedro 1.12

Mesmo sabendo, sempre precisamos ser lembrados. Pois fácil é esquecer-nos do mais básico.

Esquecer Não é o íºnico perigo, mas também ser persuadidos de outros ensinamentos que negam a verdade.

O papel do mestre Não é apenas passar novas informaçíµes, mas estabelecer o ouvinte naquilo que já sabe. Especialmente quando surgem falsos profetas introduzindo heresias destruidoras que muitos seguirão (2.1-2).

Pedro, na função de apóstolo e presbí­tero, faz questão de sempre fazer o esforço para firmar cada vez mais os cristãos na sua fé.

Faremos bem seguindo o seu exemplo.