Destinados

1 Tessalonicenses 5.8-9: A sobriedade é qualidade da salvação.

Nós, porém, que somos do dia, sejamos sóbrios, vestindo a couraça da fé e do amor e o capacete da esperança da salvação. Porque Deus não nos destinou para a ira, mas para recebermos a salvação por meio de nosso Senhor Jesus Cristo.
1 Tessalonicenses 5.8-9

No dia os homens trabalham. À noite, dormem e embriagam-se. No sentido espiritual, os cristãos não pertencem à noite, mas sim do dia. O desleixo, o descuido e a inatividade (sono), junto com a dissolução, a falta de autocontrole e a entrega às paixões (embriagar-se) trazem sobre a pessoa a ira de Deus. Continue lendo “Destinados”

Muitas coisas acontecem ao mesmo tempo

Mateus 22.29: Muita coisa acontece quando lemos a Bíblia.

Jesus respondeu: “Vocês estão enganados porque não conhecem as Escrituras nem o poder de Deus!” Mateus 22.29

A frase de um escritor provoca reflexão sobre os leitores das Escrituras: “Amo textos que permitem que muitas coisas aconteçam tudo ao mesmo tempo”.

Quando lemos a palavra de Deus com mente e coração abertos, ela permite que muitas coisas aconteçam ao mesmo tempo: Continue lendo “Muitas coisas acontecem ao mesmo tempo”

Para não pecar, mas se pecar?

1 João 2.1: Evitemos o pecado. Recorramos a Jesus quando pecamos.

Meus filhinhos, escrevo-lhes estas coisas para que vocês não pequem. Se, porém, alguém pecar, temos um intercessor junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo. 1 João 2.1

Havia na igreja gente que fazia pouco caso do pecado. Evidentemente, pensavam que estavam acima da preocupação de tirar e manter o pecado fora da sua vida. Na sua primeira carta, João escreveu muito mesmo sobre a necessidade de não viver pecando. Ele anda com sucesso entre dois erros: afirmar não ter pecado e desprezar a luta contra o pecado. Continue lendo “Para não pecar, mas se pecar?”

Tomou o menino

Mateus 2.14-15: Jesus ficou vulnerável na sua condição humana.

Então ele [José] se levantou, tomou o menino e sua mãe durante a noite, e partiu para o Egito, onde ficou até a morte de Herodes.
Mateus 2.14-15

Como criança, Jesus ficava dependente dos outros para cuidar dele. Precisava que outros zelassem pela sua segurança. José o tomou, junto com sua mãe, e o levou para o Egito, para escapar do plano maligno de Herodes de matá-lo. Jesus veio à terra já sabendo que seria gerado pelo Espírito Santo e que passaria uma vida humana normal, em termos da vida física, emocional e espiritual. Continue lendo “Tomou o menino”

Resistência espiritual

1 Tessalonicenses 1.3: Como não deixar a esperança vacilar?

Lembramos continuamente, diante de nosso Deus e Pai, o que vocês têm demonstrado: o trabalho que resulta da fé, o esforço motivado pelo amor e a perseverança proveniente da esperança em nosso Senhor Jesus Cristo. 1 Tessalonicenses 1.3

Quando a esperança está no Senhor Jesus, ela fica firme. Conseguimos perseverar apesar de todas as dificuldades. Os tessalonicenses sofreram perseguição, mas não deixaram que sua fé parasse, que seu amor esfriasse e nem que sua esperança vacilasse. Continue lendo “Resistência espiritual”

A oração que ninguém faz

Lucas 10.2: Por que não obedecemos este mandamento de oração específica?

E lhes disse: “A colheita é grande, mas os trabalhadores são poucos. Portanto, peçam ao Senhor da colheita que mande trabalhadores para a sua colheita”. Lucas 10.2

Ao falar essas palavras, Jesus tinha acabado de enviar 72 discípulos para pregar o reino de Deus e preparar as cidades de Israel para sua vinda. Lucas registra essa palavra do Senhor esperando que os cristãos deste lado da cruz ouçam e obedeçam. Se a afirmação de Cristo era verdade quando ele a fez, aplicaria ainda mais na época da sua igreja. Agora, os discípulos têm o mundo inteiro para evangelizar. Continue lendo “A oração que ninguém faz”

Reino com poder

Marcos 9.1: O reino começou com poder, e continua com poder.

E lhes disse: “Garanto que alguns dos que aqui estão de modo nenhum experimentarão a morte, antes de verem o Reino de Deus vindo com poder”. Marcos 9.1

A divisão de capítulos entre Marcos 8 e 9 é infeliz. (Lembre-se: os capítulos e os versos foram acrescentados muito tempo depois do período do Novo Testamento, para facilitar a localização.) O verso acima conclui o primeiro anúncio do Senhor sobre sua crucificação. Continue lendo “Reino com poder”

Por suas palavras

Mateus 12.36-37: Até nossas palavras serão julgadas no juízo final.

Mas eu lhes digo que, no dia do juízo, os homens haverão de dar conta de toda palavra inútil que tiverem falado. Pois por suas palavras vocês serão absolvidos, e por suas palavras serão condenados”. Mateus 12.36-37

Hoje é o Dia da Língua Nacional.

Preocupa-se mais com a boa gramática do que com a palavra verdadeira. Se a educação resolve os problemas da sociedade, os mais educados deveriam ser as pessoas mais corretas e devem falar sempre corretamente. Mas a verdade e a justiça não são qualidades só dos educados. Independem do nível educacional e social. A crise política é dos educados e dos ignorantes, pois faltam a verdade e a integridade tanto em quem é formado da faculdade como em quem nunca chegou a estudar nela. Continue lendo “Por suas palavras”

Participantes de Cristo

Hebreus 3.12-14: O esforço para manter todos fiéis ao Senhor é de todos.

Cuidado, irmãos, para que nenhum de vocês tenha coração perverso e incrédulo, que se afaste do Deus vivo. Ao contrário, encorajem-se uns aos outros todos os dias, durante o tempo que se chama “hoje”, de modo que nenhum de vocês seja endurecido pelo engano do pecado, pois passamos a ser participantes de Cristo, desde que, de fato, nos apeguemos até o fim à confiança que tivemos no princípio. Hebreus 3.12-14

Para continuar fiel ao Caminho, todo cuidado é pouco. Temos de cuidar não somente de nós mesmos, mas cuidar também uns dos outros. Estamos em Cristo juntos. De certa forma, juntos viveremos ou sozinhos morreremos. O afastamento do irmão é assunto de todos. O esforço para manter todos fiéis ao Senhor é de todos. Continue lendo “Participantes de Cristo”

Jesus prega; pregue como Jesus

Mateus 4.17: Devemos pregar o que Jesus pregou.

Daí em diante Jesus começou a pregar: “Arrependam-se, pois o Reino dos céus está próximo”. Mateus 4.17

Jesus vivia para o reino de Deus, pregava o reino e, pela sua morte, trouxe o reino aos homens. Israel era o reino pela aliança antiga de Moisés. Em Jesus uma nova manifestação do reino seria estabelecida. Continue lendo “Jesus prega; pregue como Jesus”