Parabéns, meu!

“A tudo isso tenho obedecido desde a adolescência”, disse ele.
Lucas 18.21

Parabéns, meu, você é grande homem!

Nunca adulterou. E talvez nem desejou mulher.

Nunca matou. E talvez nunca desejou estrangular seu irmão.

Nunca furtou. E talvez nunca queria o carrão novo do seu vizinho.

Nunca mentiu. E talvez nunca deixou de falar a verdade.

Nunca desrespeitou seus pais. E talvez nunca levou uma chinelada.

A sociedade botou você num pedestal. Você se senta no primeiro banco na sinagoga. Suas orações são bonitas.

Mas você sabe que nem tudo está como deve ser.

E Jesus sabe onde está o nó que deixou seu espírito insatisfeito.

E depois de conversar com ele, vai embora pior do que quando chegou.

Porque não obedeceu.

Parabéns, meu! Jogou fora sua única chance.

Deixe uma resposta