Oração e jejum sem obediência e prática do que se aprende da palavra de Deus, não resolve a situação do pecador. Muitos religiosos no primeiro seculo cairam nesse engano, e muitos outros atraves dos tempos e ainda hoje continuam no mesmo erro.