De onde partiu Jesus na sua humildade

Filipenses 2.6: O ponto de partida de Jesus indica a grande distância que atravessou.

Mede-se longas distâncias hoje entre estrelas e galáxias em termos praticamente impossíveis de compreender. Maior distância ainda foi entre o ponto de partida de Jesus, na sua Deidade, e o seu destino da encarnação.

que, embora sendo Deus, não considerou que o ser igual a Deus era algo a que devia apegar-se;
Filipenses 2.6 NVI

Jesus é Deus. O Novo Testamento afirma com uma só voz a divindade de Jesus Cristo. Tudo o que Deus é, Jesus também o é: criador, soberano, onipotente, onisciente.

Ao mesmo tempo, Jesus não se agarrou aos privilégios e à glória de seu estado como Deus a todo custo. Estava disposto a abrir mão.

Ser igual a Deus indica a sua posição acima de toda a criação. O apóstolo Paulo quer que sintamos quão grande foi a sua descida da posição divina para a assunção da humanidade. Assim, nenhuma humildade nossa, nenhuma aproximação nossa aos humildes se compara à distância que Jesus atravessou para viver entre nós.

Ninguém cumpriu melhor esse princípio do que o Senhor Jesus: “(…) estejam dispostos a associar-se a pessoas de posição inferior” Romans 12.16.

Se Jesus atravessou tão grande distância, devemos considerar pouca coisa abrir mão dos nossos direitos, de nossa importância, para dar preferência aos irmãos e preservar a unidade entre nós.

3 pensamentos em “De onde partiu Jesus na sua humildade”

Deixe uma resposta