Pecados que eu cometo sem saber

Salmo 19.12: A ignorância que não condena.

Quem pode conhecer todos os seus erros?
Perdoe os pecados que eu cometo sem saber.
Salmo 19.12 VFL

Somente Deus é onisciente. Não podemos nos conhecer a nós mesmos por completo. Precisamos da sua direção e discernimento, vv. 7-11. A lei de Deus nos informa e identifica em nós as faltas. É importante saber o que não sabemos.

Nosso conhecimento limitado de nós mesmos mostra a necessidade da humildade. Quem se considera acima de juízo é arrogante e tolo.

O cristão pode ter certeza de que, ao andar na luz, o sangue de Cristo o purifica de todo pecado. Assim, há uma ignorância que não o condena, porque está fazendo todo esforço para conhecer e seguir a vontade de Deus.

Talvez o maior problema seja que não fazemos o que sabemos que tem que ser feito. Outro problema é a ignorância intencional e culpável. Mas o autor acima não incorre nestes problemas. Ele conhece o verdadeiro Deus criador, vv. 1-6, e sua lei perfeita, 7-11. Ele busca ser aceitável ao Senhor, v. 14. Recorre à oração para pedir ajuda, v. 13. Sabe ainda que comete erros.

O verso acima expressa seu desejo de ser aceito pelo Senhor. Que tenhamos o mesmo desejo e a mesma dedicação do autor.

Deixe uma resposta