Dois excelentes pedidos de Agur

Provérbios 30.7-9: Quais as duas coisas que Agur pede?

Há milênios o homem identificou o bom meio-termo. O princípio não funciona em muitas áreas, mas Agur achou duas áreas em que ajudaria a servir melhor a Deus.

Duas coisas peço que me dês antes que eu morra: Mantém longe de mim a falsidade e a mentira; não me dês nem pobreza nem riqueza; dá-me apenas o alimento necessário. Se não, tendo demais, eu te negaria e te deixaria, e diria: ‘Quem é o Senhor?’ Se eu ficasse pobre, poderia vir a roubar, desonrando assim o nome do meu Deus.
Provérbios 30.7-9 NVI

Esta é uma oração que pede a Deus proteção da tentação. Agur não quer cair no pecado, mas deseja ser fiel ao seu Deus.

São dois pedidos, o segundo com dois aspectos. Ele ora para que Deus lhe dê duas coisas: honestidade e fidelidade. No segundo pedido, ele não quer nem riqueza nem miséria, pois ficaria mais difícil servir a Deus assim.

Ele prevê situações em que seria mais fácil ele pecar. Pede a Deus para que não o deixe enfrentar tais momentos.

Sua oração soa muito diferente do que as muitas hoje que as pessoas fazem para receberem coisas materiais. Agur se preocupa, acima de tudo, com coisas espirituais.

O pedido nos lembra daquele que o Senhor Jesus nos ensinou a fazer: “Não nos deixes cair em tentação”.

Qual é o seu pedido hoje?

Deixe uma resposta