Considero tudo como perda

Filipenses 3.8: Quanto custa para conhecer Cristo? Tudo!

Mais do que isso, considero tudo como perda, comparado com a suprema grandeza do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor, por quem perdi todas as coisas. Eu as considero como esterco para poder ganhar Cristo,
Filipenses 3.8

As coisas que valorizamos antes de entrar em Cristo se tornam como se fossem prejuízos. Funcionam muitas vezes como impedimentos ao supremo valor de manter com Jesus um relacionamento.

Podemos ainda possuir coisas nesta vida, mas no coração já as perdemos por amor a ele. O próprio Senhor declarou: “Da mesma forma, qualquer de vocês que não renunciar a tudo o que possui não pode ser meu discípulo” Lucas 14.33.

Jesus é precioso demais para perdê-lo por causa das coisas deste mundo!

Saulo perdeu literalmente tudo o que tinha na vida quando Cristo o chamou: família, posição, trabalho, propósito de vida. Mas ele achou muito mais em Cristo. Encontrou o verdadeiro relacionamento com Deus no Filho.

Por isso ele estava mais do que contente de renunciar tudo para servir a Cristo.

Paulo chama Jesus de “meu Senhor”. Ele não trocou de religião. Ele entrou em relacionamento com Jesus.

Quais coisas eu valorizava antes de Cristo? Há coisas que ainda me atraem? O que estou fazendo hoje para ganhar Cristo?

Deus Pai, que Jesus cresça cada vez mais na minha vida e que as coisas deste mundo percam para mim o seu valor.

Um comentário em “Considero tudo como perda”

Deixe uma resposta