Como? A pergunta mais fácil de responder

Juízes 6.15-16: Não façamos essa pergunta de Gideão.

Contamos apenas aqueles recursos que conseguimos enxergar e manipular. A tendência é humana e universal, ao longo dos milênios, de não levar em conta o poder de Deus.

“Ah, Senhor”, respondeu Gideão, “como posso libertar Israel? Meu clã é o menos importante de Manassés, e eu sou o menor da minha família.”
“Eu estarei com você”, respondeu o Senhor, “e você derrotará todos os midianitas como se fossem um só homem” Juízes 6.15-16.

Até hoje estamos fazendo a mesma pergunta de Gideão. Talvez este juiz poderia ter feito a pergunta com certa razão. (Na verdade, nem ele podia.) Mas nós, depois de tantas evidências divinas, tantas manifestações do poder de Deus? Ainda ousamos fazer a pergunta de como podem as coisas acontecer?

Quando aprenderemos que a presença de Deus e de seu Filho Jesus Cristo (Mateus 28.20) nos capacita para fazer toda a obra dele?

Deus é “capaz de fazer infinitamente mais do que tudo o que pedimos ou pensamos, de acordo com o seu poder que atua em nós” Efésios 3.20-21.

“Ah! Soberano Senhor, tu fizeste os céus e a terra pelo teu grande poder e por teu braço estendido. Nada é difícil demais para ti” Jeremias 32.17.

Gente, quando é que vamos aprender essa verdade? O Senhor que derrotou exércitos, que derruba montanhas, que acalma tempestades, que multiplica e produz alimento é o mesmo que nos acompanha todo dia, se o amamos e o obedecemos.

Não há problema, dificuldade, barreira, tarefa, oposição grande demais para o Senhor.

“Creio, Senhor!”

Deixe uma resposta