Perguntem pelos caminhos antigos

Jeremias 6.16: O Senhor chama Israel (e nós!) a voltar aos termos originais.

Assim diz o Senhor“Ponham-se nas encruzilhadas e olhem; perguntem pelos caminhos antigos, perguntem pelo bom caminho. Sigam-no e acharão descanso. Mas vocês disseram: ‘Não seguiremos!’”
Jeremias 6.16

As encruzilhadas representam a urgente decisão do arrependimento, pois de um lado se tem o caminho antigo e bom que leva ao descanso da alma e por outro lado é o caminho mau e inovado que leva à separação de Deus e à destruição. O povo de Israel deve olhar, então, para escolher bem.

Eles deve perguntar pelo caminho bom, isto é, procurar conhecer e seguir o caminho bom. O povo tem sido obstinado no seguimento da idolatria e da injustiça.

Os caminhos antigos são os ensinamentos da lei de Moisés. Os profetas não ensinavam coisas novas, mas sim chamava o povo de volta aos termos e obrigações da aliança feita com o povo no monte Sinai. Os caminhos antigos, e somente estes, são o caminho bom. O caminho que o povo tem seguido não é aprovado nem leva a boas consequências.

descanso tão desejado é fruto de seguir o caminho bom. O descanso representa toda a prosperidade e vitalidade do povo de Israel dentro da sua terra, abençoado por Deus. (Jesus talvez se refira a este verso em Mateus 11.28-30.)

Esta palavra do Senhor ao povo contém cinco imperativos: “Ponham-se … olhem … perguntem … perguntem … sigam”. É um chamado à ação, ao arrependimento, à atitude de submissão e temor a Deus. O povo, porém, é rebelde: “Não seguiremos!” Por isso, somente um remanescente será salvo. No final, Israel perderia seu lugar como o povo de Deus.

Hoje, o Senhor chama todos de volta aos caminhos antigos do Novo Testamento, que contém os termos e obrigações da nova aliança. A forma de ensino do evangelho, Romanos 10.17, tem sido abandonada. A fé uma vez entregue aos santos, Judas 2, foi trocada por crenças alheias à verdade. Desta forma, o chamado de Jeremias continua atual e urgente.

 

 

Deixe uma resposta