Pra todo mundo ofertar

Quanto à coleta para os santos, façam vocês como ordenei às igrejas da Galácia. 1 Coríntios 16.1 BND

Demonstrando seu interesse nos pobres, como ele tinha prometido aos pilares de Jerusalém (Gálatas 2.10), Paulo trata da coleta para os pobres na Judeia, talvez lidando novamente com uma indagação dos coríntios. Provavelmente, havia alguma menção prévia dessa necessidade.

Parece que estes não tinham implantado nenhum “sistema centralizado de coleta”, como disse uma autora. Mas Paulo não tem que inventar moda. Ele faz apelo ao que ele já tinha ensinado e exigia para a vida em Cristo, com sua referência ao que ordenara às igrejas da Galácia.

Evidentemente, ele tinha dado semelhante instrução às igrejas da Macedônia (2 Coríntios 8.1ss). Com sua consciência de fazer parte de uma irmandade mundial, talvez a menção das igrejas gálatas sugerisse a distância e a cobertura completa dessa participação na irmandade do primeiro século.

Mas uma coisa é clara: não seria opcional para os coríntios. É uma ordem. A fé tem de ser prática. E solidária.

Deixe uma resposta