O privilégio de sofrer por Cristo

Filipenses 1.28b-30: Rejeitar uma parte da graça de Deus é rejeitar toda ela.

Para eles isso é sinal de destruição, mas para vocês, de salvação, e isso da parte de Deus; pois a vocês foi dado o privilégio de não apenas crer em Cristo, mas também de sofrer por ele, já que estão passando pelo mesmo combate que me viram enfrentar e agora ouvem que ainda enfrento.
Filipenses 1.28b-30

Ninguém tem privilégios no reino de Deus devido à sua posição. Ao apóstolo Paulo foi dado o privilégio de crer em Cristo e de sofrer por Cristo, e a igreja de Deus recebe os mesmos privilégios.

A palavra privilégio (usada na NVI, VFL, NTLH, NVT) explica o verbo principal foi dado, ou concedido. NAA traduz: “vocês receberam a graça de sofrer”, pois o verbo vem da mesma raiz do substantivo graça. É preciso ampliar a nossa ideia sobre a graça de Deus? Sem dúvida!

A mesma graça, a mesma bondade de Deus que nos oferece oportunidade de crer nele é a mesma que nos coloca em posição de sofrer por Cristo. O nosso sofrimento tem como finalidade anunciar o seu nome ao mundo. E como a fé é para todos, também é o sofrimento.

Se rejeitamos uma parte da sua graça, rejeitamos toda ela. Como em todo o propósito divino, faz parte do pacote. Não podemos separar as partes que preferimos. (“Você tem fé, eu tenho obras!” ou “Você sofre, eu creio”.)

Há conforto em saber que todos sofrem e enfrentam o mesmo conflito espiritual. Juntos, aprendemos a confiar no Senhor. Oramos juntos, uns pelos outros, e alegramo-nos no privilégio de seguir o nosso Mestre.

Obrigado, Pai, pelos grandes privilégios de conhecê-lo, de crer em Cristo e de sofrer por ele para que todos o conheçam.

Deixe uma resposta