Qual o seu plano?

As coisas não acontecem por acaso, nem a conversão do próximo.

“Pense só: quanto mais as pessoas e algumas congregações poderiam fazer se apenas gastassem tanto tempo ponderando o crescimento do reino, quanto gastam no planejamento das férias ou no temperatura do ambiente durante o culto”.

Assim escreveu Steve Higginbotham no seu devocional sobre a parábola do servo astuto. Jesus disse:

“Pois os filhos deste mundo são mais astutos no trato entre si do que os filhos da luz” (Lucas 16.8 NVI).

Qual o seu plano para alcançar os perdidos? O seu, pessoalmente. Como chegará a ensinar aquele vizinho seu ou colega de trabalho? Qual a sua estratégia? Qual o seu recurso? Quem são as pessoas no topo da sua lista de oração e proclamação? Quais os seus alvos para o evangelismo? Como você vai chegar do ponto de dizer: “Bom dia”, para falar: “Levante-se e seja batizado”?

As pessoas não vão se converter por acaso. O processo não ocorre como o cair na água ou tropeçar nos cardaços. Somente por oração que faz a testa suar e astúcia que bondosamente traça projetos levará você alguém a Cristo.

A parábola em Lucas 16 segue logo as três em Lucas 15, estas sobre encontrar os perdidos. Não deve esta proximidade nos dizer algo? Como a nossa necessidade de sermos astutos em alcançar os perdidos.

O tempo está correndo.

2 pensamentos em “Qual o seu plano?”

  1. gostei muito tenho magoas de algumas pessoas ,e não consigo encontrar um meio de voltar a falar com eles ,mais sempre oro na intenções de todos para que DEUS o todo poderoso possa tocar no seus corações e deixem minha vida em paz.

  2. Sempre me faço essa pergunta:O tempo esta correndo.O que eu faço?Oro a Deus pelos perdidos,peço q salve a todos.Deus me envia a ajudar os que precisam da tua palavra.

Deixe uma resposta