Ser cristão é como rapadura

1 Pedro 4.17-19: Duas características do Caminho de Cristo.

A vida em Cristo é como a lei mineira da rapadura: é doce, mas não é mole.

Pois chegou a hora de começar o julgamento pela casa de Deus; e, se começa primeiro conosco, qual será o fim daqueles que não obedecem ao evangelho de Deus? E, “se ao justo é difícil ser salvo, que será do ímpio e pecador?” Por isso mesmo, aqueles que sofrem de acordo com a vontade de Deus devem confiar sua vida ao seu fiel Criador e praticar o bem.
1 Pedro 4.17-19 NVI

A vida em Cristo pode ser difícil, mas a alternativa é muito pior.

A dificuldade de ser cristão está, no contexto de 1 Pedro, no sofrimento e na perseguição por seguir Jesus.

Não há ideia do Caminho em si ser algo oprimente. Pelo contrário, os mandamentos do Senhor não são pesados, ou penosos, 1 João 5.3.

Além disso, a única dificuldade que existe é entregar a nossa vontade ao Senhor. “Seja feita a tua vontade e não a minha”, foi a oração de Cristo e deve ser a nossa.

Por isso, na Bíblia encontramos realidades na vida em Cristo como alegria, paz, amor, coragem, compaixão, satisfação, competência.

O caminho, então, serve de retrato perfeito da lei a rapadura: doce, sem ser mole.

Aproveite esta promoção especial do novo livro, O cristianismo original.

9 pensamentos em “Ser cristão é como rapadura”

  1. Muito bom. A vida cristã é realmente doce, porém dura. Mas no final é muito compensadora, as batalhas e dificuldades vem, porém o resultado final é a doçura de estar glorificando a DEUS.

  2. Sim, a vida cristã é realmente doce, mas para atingirmos sua plenitude, precisamos nos livrar do amargo da incompreensão, da inveja, da mentira, da desonestidade, da discórdia. Com o coração aberto e livre, poderemos desfrutar da doçura da gloria divina!!

  3. Muito interessante, sempre achei que um cristão tem ser firme como um soldado, creio que Deus não gosta de cristão zé mané. sejamos simples, mas, também, astutos, (mala, contra as ciladas dos ímpios que acham que podem nos engabelar…), a Lei de Deus é DURZ LEX, SEDE LEX TAMBÉM.

  4. Irmão Randal, Deus seja louvado e que continue sempre de honrando com esse dom de ministrar a palavra de Deus com grande zelo e profundidade e, ao mesmo tempo, com palavras e ilustrações simples que todo o cristão não tem desculpas para não observá-las!

  5. Muitas vezes falamos de nos sacrificar. Isto para mim significa que lutamos contra nossa natureza humana, pecaminosa, o que não deixa de ser verdade, mas o que nosso mestre,Jesus Cristo nos propõe é uma mudança interior a qual sentimos prazer nas coisas de Deus e desprezamos as “ofertas e vantagens” oferecidas pelo mundo, que desconhece a Cristo e seus ensinamentos.
    Por isto dizemos: “rapadura e doce mas não é mole”!

  6. Lidar com o mundo é duro, lidar com o nosso espelho interno também. Mas encontrar os irmãos cada domingo na igreja é tão bom ! Ter comunhão, louvar , cantar, orar , ter uma família que nos ama é bom demais !
    Que bom que o Senhor fez o domingo ! Podemos repor as energias para novamente enfrentar o mundo com coragem. Obrigada, Randal, pelo artigo.

Deixe uma resposta