Reino espiritual

João 18.36: O reino de Cristo não é deste mundo.

Disse Jesus: “O meu Reino não é deste mundo. Se fosse, os meus servos lutariam para impedir que os judeus me prendessem. Mas agora o meu Reino não é daqui”. João 18.36

No Antigo Testamento, quando Israel era o povo de Deus, a manifestação do reino de Deus na terra era física e terrena. Ao povo foi dada a terra de Canaã, com fronteiras e divisas estabelecidas. Muitas promessas que o Senhor tinha feito ao povo eram materiais. Havia um rei, um governo, uma cidade (Jerusalém) como capital e leis que determinavam como viver como cidadãos. A identidade do povo dependeu da descendência da parte de Abraão.

Na nova aliança em Cristo, representada pelo Novo Testamento, o seu reino—novamente expressado por meio de um povo—tem um caráter novo. Ao invés de possuir uma terra geográfica, pertencem ao céu. As promessas do Senhor visam a vida eterna, a esperança, a fé e o amor. O único rei é Jesus. A autoridade dele é reconhecida entre seus servos, na sua igreja. A identidade do povo depende do novo nascimento “da água e do Espírito” João 3.3, 5.

A atual manifestação do reino de Cristo, portanto, é espiritual. Seu reinado não ameaça, diretamente, nenhum governo humano. Jesus não é político, nem promove a prosperidade material. Ele veio salvar pecadores.

Seus seguidores não lutam por mudança de governo, por melhoras da sociedade, por nível sócio-econômico melhor. Eles lutam para serem fiéis à verdade da Boa Nova e ao seu trabalho de levar as pessoas para o céu.

Senhor, faça-me cidadão celestial e não deste mundo.

Deixe uma resposta