Reino com poder

Marcos 9.1: O reino começou com poder, e continua com poder.

E lhes disse: “Garanto que alguns dos que aqui estão de modo nenhum experimentarão a morte, antes de verem o Reino de Deus vindo com poder”. Marcos 9.1

A divisão de capítulos entre Marcos 8 e 9 é infeliz. (Lembre-se: os capítulos e os versos foram acrescentados muito tempo depois do período do Novo Testamento, para facilitar a localização.) O verso acima conclui o primeiro anúncio do Senhor sobre sua crucificação.

Jesus tinha falado da sua segunda vinda na glória de seu Pai com os santos anjos, v. 38. Agora, ele fala de outra vinda, esta mais próxima, pois alguns que o estavam ouvindo veriam a chegada do Reino de Deus com poder.

Em Mateus 16, Jesus associa o estabelecimento da sua igreja ao reino. A igreja é a manifestação atual do reino. Na referência da vinda do reino com poder, Jesus pensava no estabelecimento da igreja. Isso que aconteceu em Atos 2, quando os apóstolos receberam o poder do Espírito Santo.

Mas não devemos restringir demais a verdade sobre o reino com poder. Ele continua com poder. Não um poder miraculoso, pois os milagres cessaram logo depois, mas sim um poder divino, sobrenatural, realizador, vencedor.

O cristão é transferido, no batismo, do poder das trevas para o reino do amado Filho, Colossenses 1.13. Neste reino, em Cristo, temos a redenção, isto é, o perdão dos pecados, v. 14. O que ainda era futuro no tempo de Jesus chegou à humanidade depois de ele subir ao céu. Hoje o reino está presente e podemos entrar nele para ter o seu poder.

Pai, obrigado que veio o teu Reino. Queremos viver nele!

Deixe uma resposta