A ideia de reparar o pecado

O insensato nem pensa nessa ideia.

sacrificio-pecado

Mais fácil é fazer estrago do que fazer acerto depois. Geralmente, a pessoa se justifica para não ter que fazer reparação.

Os insensatos zombam da ideia de reparar o pecado cometido, mas a boa vontade está entre os justos.
Provérbios 14.9

“A primeira glória é a reparação dos erros”, escreveu Machado de Assis. Ele devia ter lido este versículo.

A boa vontade pode significar a aceitação da parte de Deus daqueles que buscam nele sua justiça.

Resumindo: o tolo nem pensa em acertar a sua vida com Deus. Pensa que “cada um cuida de si”. Mas o justo se dedica à piedade e obedece ao Senhor para receber o perdão e viver em plena comunhão com ele.

No ano novo, você tem planos para esta dedicação aos deveres espirituais?

Quanto o Senhor tem feito por mim, para me redimir! Que eu aplique a mim mesmo o sacrifício de Cristo pela minha obediência.

Segure essa ideia: Deus faz a parte dele (que é muito maior). Temos de fazer a nossa parte também. (Ver Gênesis 17.4, 9.)

Deixe uma resposta