Resistência espiritual

1 Tessalonicenses 1.3: Como não deixar a esperança vacilar?

Lembramos continuamente, diante de nosso Deus e Pai, o que vocês têm demonstrado: o trabalho que resulta da fé, o esforço motivado pelo amor e a perseverança proveniente da esperança em nosso Senhor Jesus Cristo. 1 Tessalonicenses 1.3

Quando a esperança está no Senhor Jesus, ela fica firme. Conseguimos perseverar apesar de todas as dificuldades. Os tessalonicenses sofreram perseguição, mas não deixaram que sua fé parasse, que seu amor esfriasse e nem que sua esperança vacilasse.

Os tessalonicenses se converteram “para aguardar dos céus o seu Filho, a quem ele ressuscitou dentre os mortos, Jesus, que nos livra da ira vindoura” v. 10 (NAA). Sua conversão, desde o início, tinha como alvo a segunda vinda de Jesus. Sua vinda sinaliza a ressurreição e a redenção da ira divina.

Os convertidos da Tessalônica se ocuparam com assuntos da segunda vinda de Cristo, animados como eram com a salvação futura e eterna. Os problemas doutrinários que surgiram em torno da esperança testificam ao lugar central que ocupava entre eles.

Se queremos chegar até o fim com uma fé que resiste aos ataques do Maligno, precisamos como eles desenvolver cada vez mais a esperança. A perseverança, que nada mais é do que a resistência espiritual, é possível somente com uma sólida esperança em Jesus como o Senhor que voltará para os seus. Ele é nosso Senhor e somos o seu povo. Assim, ele virá para nos buscar e levar às moradas celestiais.

Pai, oramos sempre: Maranatha! Vem, Senhor!

Deixe uma resposta