Revistamo-nos das armas da luz

Estamos mais próximos ainda do fim.

RomanosSe Cristo não veio ainda, depois de dois mil anos, será que o fim chegará, afinal? Se já naquela época do primeiro século os seguidores de Cristo pensavam que o fim estava próximo, podiam ser enganados? De que maneira podia estar próximo se ele ainda não se manifestou?

A noite adiantou-se e o dia está próximo. Despojemo-nos, por isso, das obras das trevas e revistamo-nos das armas da luz.
Romanos 13.12 BSC

Desde o primeiro século, não há mais nada que impede a vinda de Cristo. Estamos margeando o dia, como uma caravana que chega de longe a um rio e agora viaja paralelamente beirando o curso das águas.

Se dois mil anos já se passaram, significa que estamos mais próximos ainda, embora para Deus mil anos é como um dia (ver 2 Pedro 3).

Chegaremos naquele dia apenas por meio de luta. Os obstáculos são grandes. Empecilhos se erguem a cada passo. Tentações sussurram das sombras.

Como exploradores no meio da selva, com machetes sempre na mão, abrindo um caminho a cada passo que tomam, o esforço para chegar até o dia final é grande.

 

Deixe uma resposta