Sacrifício alegre

Filipenses 2.17: Esta alegria é disponível apenas para certas pessoas.

Uma grande qualidade do Caminho é a solidariedade. Jesus se tornou um de nós. O apóstolo Paulo mostra que entende e partilha do sacrifício espiritual que os filipenses fazem:

Contudo, mesmo que eu esteja sendo derramado como oferta de bebida sobre o serviço que provém da fé que vocês têm, o sacrifício que oferecem a Deus, estou alegre e me regozijo com todos vocês.
Filipenses 2.17 NVI

A passagem de 2.12-18 trata da “Obediência em Cristo”. Em seu comentário sobre Filipenses, Moisés Silva divide esta seção assim:

  1. A obra do fiel, 2.12-13.
  2. Filhos inculpáveis, 2.14-16.
  3. Um apelo pessoal, 2.14-18.

A nota tônica desta passagem sobre a obediência é a alegria. O trecho termina da forma mais positiva possível. É um prazer obedecer a Deus, pois nesta obediência nos tornamos como Cristo, verso 8. O termo “sacrifício” adquiriu conotativa negativa, mas para o cristão, ele designa a alegria de participar da vida do Senhor. Paulo fala de sacrifício e alegria na mesma frase. Os dois andam juntos.

Convém ressaltar que esta alegria é disponível apenas para quem evangeliza. Ela se torna presente quando mesclada com o sacrifício dos que são ensinados a Boa Nova.

Em Cristo, nenhum sofrimento, nenhuma dificuldade, nenhum serviço apaga a alegria do cristão. Pelo contrário, é nestes que a alegria é encontrada.

Deixe uma resposta