Tempos terríveis

Quais são estes tempos terríveis? Como reconhecê-los?

Saiba disto: nos últimos dias sobrevirão tempos terríveis.

O apóstolo Paulo prepara seu filho na fé, Timóteo, para o pior. Os últimos dias já chegaram (desde o primeiro século!). Os tempos terríveis invadiram a própria igreja por causa dos pecados das pessoas, 2 Tim 3.2-4.

Timóteo tem de saber lidar com tais pessoas, v. 5. Precisa saber como reconhecê-las, v. 5, e quais são suas táticas, v. 6-7. O que estão fazendo é isto (ver v. 8), mas seu alcance terá seus limites, v. 9.

Compreender nosso tempo (“Saiba disto”) nos dará condições de lidar com ele e nos impedirá de cair na mentalidade de que não há nada que se possa (ou deva) fazer.

Quais sinais dos tempos terríveis você está vendo?

Deus soberano, parece-nos um dilúvio de devassidão, uma avalancha de maldades e avareza. Dá-nos força para resistir aos tempos terríveis e sabedoria para lidar com eles.

O Espírito que Deus nos deu

2 Timóteo 1.7: O antídoto para o medo.

O Espírito Santo “habita em nós” que somos cristãos, 2 Timóteo 1.14. Ele começa a habitar no cristão após o seu batismo para remissão dos pecados, Atos 2.38, pois Deus o “concedeu aos que lhe obedecem” Atos 5.32. Continue lendo “O Espírito que Deus nos deu”

Segundo o poder de Deus

2 Timóteo 1.8: Como é possível sofrer pelo evangelho?

Para submeter-nos à autoridade de Deus, para sermos santos como ele é santo, e para cumprirmos a missão de Deus no mundo, temos o poder de Deus para nos dar todas as forças necessárias.

Portanto, não se envergonhe do testemunho de nosso Senhor nem de mim, prisioneiro dele. Pelo contrário, participe comigo dos sofrimentos do evangelho segundo o poder de Deus.
2 Timóteo 1.8

Podemos ter certeza da operação do poder de Deus em nossa vida. Mas precisamos nos entregar a ele, obedecendo ao Senhor e proclamando a Boa Nova, para este poder ser efetivo.

O poder de Deus é para todos, não apenas para os apóstolos. Até para fracos como Timóteo também. Até para mim.

Dê-me coragem, nosso Pai, pois conto sempre com as suas forças para sofrer pelo evangelho.

Segure essa ideia: O que Deus ordena, ele sustenta.

Não se envolvam em discussões

Palavras pesadas para papo leviano.

As brigas de palavras nunca chegam a uma conclusão, nunca resolvem um problema, nunca convencem um adversário. Palavras humanas não aproximam as pessoas de Deus; pelo contrário, as opiniões e especulações abrem caminho para a ruína.

Continue a lembrar essas coisas a todos, advertindo-os solenemente diante de Deus, para que não se envolvam em discussões acerca de palavras; isso não traz proveito, e serve apenas para perverter os ouvintes.
2 Timóteo 2.14 NVI

Isto não é meramente bom conselho. É uma conjuração (Almeida), que carrega o peso de um mandamento. Timóteo deve ordenar na presença do Senhor que terminem as brigas. Deus não quer ouvi-las!

Este verso faz contraste com o 15, que aponta as Escrituras como o caminho para a aprovação de Deus e a salvação dos outros.

Deus que fala a verdade salvadora, que suas palavras sejam nossas, que falemos quando a Bíblia fala, que nos silenciemos quando a Bíblia se silencia.

Segure este pensamento: Quando é Bíblia está fechada, fecha a boca.

A melhor opção

Poder fazer melhor do que cortar relações.

PerdãoQuando alguém nos abandona, sentimo-nos traídos ou rejeitados. Geralmente, decidimos cortar relações com a pessoa, considerando-a indigna de confiança. Mas há uma outra opção.

Na minha primeira defesa, ninguém esteve ao meu lado. Todos me abandonaram. Que não lhes seja levado em conta.
2 Timóteo 4.16 BSC

Na cruz, Jesus orou pelo perdão dos que o crucificaram. Ao ser apedrejado, Estêvão orou para que Deus não considerasse como culpados seus inimigos. Aqui, Paulo não deseja que o abandono pelos seus amigos seja levado em conta contra eles no juízo final.

O perdão não é apenas ignorar o pecado. Há todo um processo no Novo Testamento para que o pecado seja perdoado. Mas o que se vê em Jesus, Estêvão e Paulo é uma prontidão para o perdão, o grande desejo para que todos tenham perante Deus a ficha limpa, uma vida correta junto com o Pai celestial, uma aceitação plena pelo Senhor.

O ressentimento e a amargura para com outros, por causa das ofensas, não têm lugar no coração do cristão.

Terra sem terremoto

No chão do alicerce da igreja de Deus, tudo calmo.

DoutrinaMais um terremoto no mundo ontem, desta vez no leste dos Estados Unidos, na escala 6.0, felizmente, sem mortes. Qualquer tremor, e já senti vários lá e cá, nos lembra que a terra não é tão firme assim.

Apesar disso, o sólido alicerce colocado por Deus permanece, marcado pelo selo desta palavra: “O Senhor conhece os que são seus”. E ainda: “Afaste-se da injustiça todo aquele que pronuncia o nome do Senhor.”
2 Timóteo 2.19 EP

A falsa doutrina não terá sucesso. Não abalará o alicerce de Deus. Não convencerá as pessoas que pertencem ao Senhor porque estas abandonam o pecado de tal ensinamento.

Os dizeres escritos no alicerce designam a natureza dele, a sua qualidade de firmeza, pela ação de Deus de selar o alicerce. Ele é que mantém tudo em pé. Ele que garante a autenticidade pelo selo, e afirma pertencer a ele.

Um comentarista/1 afirma que, pelas referências do Antigo Testamento citadas para os dizeres, o alicerce neste verso se refere de forma metafórica à igreja. Como em Números (fonte da primeira citação), “o povo tem de escolher entre os dois lados, assim estabelecendo sua identidade”.

1/ Philip H. Towner, The letters to Timothy and Titus NICNT (Eerdmans, 2006): 536-38.

Kadhafi cai, Cristo nunca

Cristo nunca cairá do poder. Isso traz coragem.

MorteEntre poderes humanos, um sobe para apenas cair logo em seguida. Isso fica mais claro em ditadores como Kadhafi, que ontem derrubou o chefe anterior da Líbia para desfrutar poder absoluto e oprimir o próprio povo, mas hoje foi derrubado por rebeldes. Mas há um que derrota o inimigo para nunca mais ser desafiado.

[Cristo] acabou com o poder da morte e, por meio do evangelho, revelou a vida que dura para sempre.
2 Timóteo 1.10 NTLH

A quebra do poder da morte não significa que não sofreremos nesta vida pelo evangelho, pois Paulo afirma isso logo em seguida. O apóstolo chama Timóteo para não ter medo de sofrer junto com ele. O discípulo deve abraçar o sofrimento como parte do serviço a Deus. Todos os da Ásia abandonaram Paulo (verso 15), porque não estavam dispostos para suportar tal sofrimento.

Então, o que significa a quebra do poder da morte? Ela significa sim que, independente do que acontece com o servo de Cristo nesta vida, ele tem a garantia da vida eterna. Nada na vida terrena pode tirar-lhe a vida celestial.

Assim, o evangelho de Cristo cria servos corajosos, que cumprirão sua missão neste mundo sem medir esforços e sem importar-se com as dificuldades.

 

Nunca chegam

(mulheres) que aprendem sempre, e nunca podem chegar ao conhecimento da verdade.
2 Timóteo 3.7

Paulo critica pessoas que, por tanto gostar de aprender e ouvir coisa nova, nunca chegam a conhecer a verdade. O evangelho é tão simples que não demora para aprender suas verdades. Não é humildade afirmar que não sabe a verdade; pelo contrário, é tido nas Escrituras como sinal de perversidade (verso 6). Continue lendo “Nunca chegam”