Abrir mão para ganhar o quê?

Mateus 19.27-30: A resposta é grandiosa, generosa, visionária, multiplicadora.

arrependimentoNão importa o que você tem de renunciar para ganhar Cristo. O que o Senhor oferece é mil vezes melhor do que qualquer prazer, relacionamento ou pecado que prezamos hoje.

Então Pedro lhe respondeu: “Nós deixamos tudo para seguir-te! Que será de nós?”
Jesus lhes disse: “Digo-lhes a verdade: Por ocasião da regeneração de todas as coisas, quando o Filho do homem se assentar em seu trono glorioso, vocês que me seguiram também se assentarão em doze tronos, para julgar as doze tribos de Israel. E todos os que tiverem deixado casas, irmãos, irmãs, pai, mãe, filhos ou campos, por minha causa, receberão cem vezes mais e herdarão a vida eterna. Contudo, muitos primeiros serão últimos, e muitos últimos serão primeiros.
Mateus 19.27-30 NET

Algumas pessoas amam muito certas coisas ou pessoas que, para seguir Jesus, teriam de deixar. Um relacionamento ilícito, a mentira, a cobiça, a auto-suficiência. São muitas coisas assim. Algumas destas parecem mais difíceis do que outras. Afinal, separar-se de uma pessoa a quem não se tem direito parece ser coisa difícil.

Mas a dificuldade cada um sente no momento em que percebe que o arrependimento exige renunciar.

Por maior que seja a dificuldade, por mais profundo o sentimento de perda, nada compara com as maravilhas do Senhor.

Essa foi a resposta do Senhor Jesus à pergunta de Pedro: “Que será de nós?”

A resposta é grandiosa, generosa, visionária, multiplicadora. Ganhamos muito mais nesta vida e no porvir, a vida eterna. Qualquer renúncia nossa nem se compara com a riqueza espiritual que nos aguarda no reino de Deus.

Bondoso Deus, que eu enxergue sempre a sua generosidade para os que seguem o Filho.

Segure essa ideia: Abrimos mão de pouco, por tempo breve, / Desfruta abundância quem Cristo segue.