Deus vai acertar as contas conosco

O juízo bota medo nos desobedientes.

JuízoPor tudo o que fazemos nesta vida, teremos de dar conta. Nenhum ato ficará sem registro. Na parábola dos talentos, tudo gira em torno deste fato:

Depois de muito tempo, o senhor daqueles servos voltou e acertou contas com eles.
Mateus 25.19 VFL

O pregador Charles Box escreveu:

Nossos feitos, bons e maus, estão abertos perante Deus. As Escrituras deixam claro que Deus não somente faz registro do que falamos e fazemos, mas que também nos julgará conforme nossos atos, e também conforme o que deixamos de falar ou fazer, mas devíamos ter falado ou feito.

Com tal verdade, não é de se admirar que, “quando Paulo lhes falou a respeito de justiça, de domínio próprio e de julgamento futuro, Félix ficou com medo” (Atos 24.25 VFL). Dá para amedrontar, sim. Especialmente se não estamos exercendo o domínio próprio e a retidão de vida que Deus aprova.

Por isso, o Pregador de sabedoria no Antigo Testamento aconselhou aos jovens: “saiba que por todas essas coisas Deus o trará a julgamento” (Eclesiastes 11.9 NVI).

Pedro então conclui: “Desde que todas essas coisas vão ser destruídas desta maneira, que tipo de pessoas vocês devem ser? Vocês devem ser pessoas que levem uma vida pura e dedicada ao serviço de Deus” (2 Pedro 3.11 VFL).

Muita gente tenta ignorar a verdade da nossa responsabilidade perante Deus e o acerto de contas que certamente virá.

E você? Vai ignorar esta verdade para o seu eterno pesar, ou vai entregar a sua vida ao Senhor, servi-lo com alegria e desejar ver o dia em que os justos brilharão como o sol?