Arrependam-se e cada um seja imerso

Atos 2.38: A igreja verdadeira é estabelecida quando os termos do evangelho são proclamados e recebidos.

Pedro lhes disse: “Arrependam-se e cada um de vocês seja imerso, em nome de Jesus Cristo, a fim de ter os pecados perdoados. E vocês receberão o dom do Espírito Santo”.
Atos 2.38 BND

Os termos de salvação dados no primeiro sermão do evangelho, a fim de estabelecer a igreja como Jesus prometera, são claros. Jesus foi pregado. A salvação foi oferecida. E as condições para recebê-la faziam parte da mensagem. Continue lendo “Arrependam-se e cada um seja imerso”

Ordenaram que não falassem mais

Atos 5.40: Não controlamos reações. Decidimos obedecer a Jesus.

Eles mandaram chamar os apóstolos e, depois de os açoitarem, ordenaram que não falassem mais no nome de Jesus. Depois disso, deixaram que fossem embora.
Atos 5.40

Desde o início, a fé encontrou resistência. O evangelho desafia interesses ao chamar todos ao arrependimento e oferecer Cristo como o único caminho. Continue lendo “Ordenaram que não falassem mais”

Creram e foram batizados

Filipe pregou a verdade e esta teve aceitação.

No entanto, quando Filipe lhes pregou as boas novas do Reino de Deus e do nome de Jesus Cristo, creram nele, e foram batizados, tanto homens como mulheres. Atos 8.12

Na cidade de Samaria, um mago, Simão, impressionava o povo com sua feitiçaria. Mas a pregação do evangelho impressionava mais, tanto que o próprio Simão se converteu. A pregação de Filipe revela muito sobre a Boa Nova. Continue lendo “Creram e foram batizados”

Que devo fazer?

Uma boa pergunta, e uma ótima resposta.

Assim perguntei: Que devo fazer, Senhor? Disse o Senhor: ‘Levante-se, entre em Damasco, onde lhe será dito o que você deve fazer’. Atos 22.10

Saulo, o perseguidor, viu o Senhor Jesus a caminho de prender cristãos na cidade de Damasco. Quando percebeu quem era o Senhor, ele fez uma pergunta de grande importância: Que devo fazer? Mas o plano de Deus determinou que os cristãos deveriam proclamar os termos do evangelho. Mesmo Jesus o respeitou. Alguns dias depois, um homem enviado pelo Senhor diria a Saulo o que fazer para ser salvo. Continue lendo “Que devo fazer?”

A história continua

Atos 1.1-2: Jesus continua a agir e a ensinar por meio da igreja.

Em meu livro anterior, Teófilo, escrevi a respeito de tudo o que Jesus começou a fazer e a ensinar, até o dia em que foi elevado aos céus, depois de ter dado instruções por meio do Espírito Santo aos apóstolos que havia escolhido. Atos 1.1-2

Lucas começa o livro de Atos assim. Ele ressalta a conexão íntima entre a vida e obra de Jesus e a vida e obra da igreja. O que Jesus começou a fazer e a ensinar ele continua a fazer por meio da igreja. Seu segundo livro flui naturalmente do primeiro, pois é uma extensão do mesmo assunto. Continue lendo “A história continua”

O que Deus fez

Atos 5.30-31: O foco da pregação é o que Deus fez em Cristo.

O Deus dos nossos antepassados ressuscitou Jesus, a quem os senhores mataram, suspendendo-o num madeiro. Deus o exaltou, colocando-o à sua direita como Príncipe e Salvador, para dar a Israel arrependimento e perdão de pecados. Atos 5.30-31

Perante o Sinédrio, autoridade máxima entre os judeus, Pedro e os outros apóstolos responderam, pela segunda vez, por sua pregação a respeito de Jesus. Com coragem e verdade, deixaram claro os grandes atos de Deus, apesar das ações do conselho. Continue lendo “O que Deus fez”

Digno de discussão

Atos 17.2-3: A Bíblia define o que significa discutir sobre Jesus: com base nas Escrituras.

Segundo o seu costume, Paulo foi à sinagoga e por três sábados discutiu com eles com base nas Escrituras, explicando e provando que o Cristo deveria sofrer e ressuscitar dentre os mortos. E dizia: “Este Jesus que lhes proclamo é o Cristo”. Atos 17.2-3

Na nossa sociedade, ninguém quer “discutir religião”. Se isso significa debater opiniões, é saudável. Mas se essa aversão indica falta de interesse em coisas espirituais, ai de nós! Continue lendo “Digno de discussão”

A resposta sempre foi a mesma

Acts 22.10: Jesus não responde diretamente a Saulo, mas manda alguém para dizer o que todos precisam saber.

“Assim perguntei: Que devo fazer, Senhor? Disse o Senhor: ‘Levante-se, entre em Damasco, onde lhe será dito o que você deve fazer’”. Atos 22.10

Não existe pergunta melhor que se pode fazer do que a que Saulo fez no caminho para a cidade de Damasco, quando o Senhor Jesus lhe apareceu. Continue lendo “A resposta sempre foi a mesma”

Impedimento do Espírito de Jesus

Atos 16.6: Jesus continua como o Senhor da colheita.

Quando chegaram à fronteira da Mísia, tentaram entrar na Bitínia, mas o Espírito de Jesus os impediu. Atos 16.7

Na sua segunda viagem missionária, Paulo e seus companheiros foram impedidos duas vezes de entrar em várias províncias, para pregar a palavra. O que o homem propôs Deus não se dispôs a permitir. Mas o Senhor não queria que o evangelho fosse pregado no mundo inteiro? Sim, mas a prioridade divina não é a mesma do homem. Continue lendo “Impedimento do Espírito de Jesus”

Jesus em pé

Atos 7.55-56: À direita de Deus Jesus fica sentado. Por que se pôs em pé?

Mas Estêvão, cheio do Espírito Santo, levantou os olhos para o céu e viu a glória de Deus, e Jesus em pé, à direita de Deus, e disse: “Vejo os céus abertos e o Filho do homem em pé, à direita de Deus”. Atos 7.55-56

O sermão de Estêvão foi uma grande acusação contra os judeus. Ele os acusou de resistência ao Espírito Santo e recusa de obedecer a Lei. Ele pregou assim porque estava cheio do Espírito Santo. (Engana-se redondamente quem pensa que o evangelho fala só de graça e amor.) Os judeus confirmaram as palavras de condenação de Estêvão pela sua reação, v. 54.

Neste exato momento, abriu-se para ele uma visão celestial. No centro da visão, Jesus ficava em pé. Continue lendo “Jesus em pé”