Uma guerra que desejamos

Salmo 110.3: O povo de Cristo luta de boa vontade

O povo de uma nação frequentemente é profundamente dividido quando seus líderes entrem em guerra. É raro o conflito em que todo um país está a favor de uma ação militar. Mas os seguidores do Messias lutam sem reservas.

Com vestes santas, teu povo se apresentará de livre vontade no dia das tuas batalhas; teus jovens serão como orvalho ao amanhecer.
Salmo 110.3 A21

Este salmo é messiânico e é cumprido em Cristo. Gill diz que os cristãos “lutarão nas batalhas dele alegremente”

para servi-lo em todo dever e ordenança religiosa, para afastar-se dos seus pecados e dos seus companheiros pecaminosos, e da sua própria justiça; para sofrer a perder de todas as coisas por ele; para negar si a si mesmos e tomar a cruz e segui-lo e, quando se tornarem ofertas voluntárias a ele, como significa a palavra, não somente oferecer voluntariamente seus sacrifícios espirituais de oração e louvor, mas a si próprios, almas e corpos, a ele …

Os discípulos de Cristo são renovados na força dele e se levantam a cada dia para enfrentar as batalhas que têm de ser vencidas. Para isto foram escolhidos, e para ele lutarão até o fim.

Ó Deus de guerra e de paz, seguimos o nosso Capitão, pedindo para que entremos na sua glória, a vitória sobre o ego e o pecado e as artimanhas de Satanás.