Ele passou em todos os testes

Quando Deus fala, cumpre.

PurezaQuando um produto é puro, não adulterado, ele consegue produzir os resultados para os quais foi criado. Sem ingredientes desnecessários, seu efeito é mais poderoso. A pureza significa potência, valor e coerência.

As palavras do Senhor são palavras puras, como prata refinada em forno de barro, purificada sete vezes.
Salmo 12.6 BLIVRE

Dentro do salmo, a palavra do Senhor é resposta à oração dos fiéis, estes cercados pela falsidade do maus. A palavra é uma promessa de segurança e salvação.

Como a prata refinada, a palavra de Deus tem sido testada repetidas vezes. Deus cumpre a sua palavra. Sempre.

“Com Deus a verdade e a realidade não diferem entre si” (Artur Weiser, The Psalms: A Commentary [Westminster John Knox Press, 2000]: 160).

Tendo isso, temos tudo

E todo mundo já o tem.

Obra DeusA vida moderna fica cada vez mais complicada, ao que parece. Multiplicam-se as leis, as exigências, os compromissos, as qualificações. Hoje, por exemplo, não dá só para falar português, temos que falar inglês e espanhol e, daqui a pouco, chinês. Temos que adquirir mais competitividade, mais habilidades, e isso requer mais cursos e recursos e conhecimentos.

Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção e para a instrução na justiça, para que o homem de Deus seja apto e plenamente preparado para toda boa obra.
2 Timóteo 3.16-16 NVI

Os cristãos têm na Bíblia o pacote completo de formatura espiritual.

Por “homem”, talvez Paulo, escrevendo para Timóteo, esteja pensando no ministério público do ensino, mas o princípio do preparo espiritual se estende a todos, homens e mulheres. A Bíblia é a ferramenta única necessária para qualquer discípulo de Cristo ser apto ou habilitado para a obra de Deus.

Mas a oração não é importante na obra também? Sim, mas é a Escritura que nos orienta e ensina que devemos orar, mostra como orar, quando orar, por que orar. Não saberíamos nada sobre a oração sem a Bíblia, pois ela contém toda a vontade de Deus sobre este assunto, e sobre todos os assuntos religiosos.

Tendo a Bíblia, portanto, temos tudo o que precisamos para a obra. Prédios, salários para obreiros em tempo integral, programas evangelísticos que exigem grande infraestrutura, podem, talvez, contribuir para um trabalho, mas não são essenciais ao sucesso conforme o plano de Deus.

Com a Bíblia na mão, temos tudo para cumprir a vontade de Deus e fazer a obra dele.

Falta algo, então, para você trabalhar?

Fatos têm significado

Fatos não são meros fatos.

BíbliaCom a vinda da informática e da Internet, estamos nos afundando em dados e informações. O problema é encaixá-los dentro de algum sistema ou estrutura para que se possa entendê-los.

Fatos não são meros fatos, mas tem significado. Deus não faz as coisas à toa. Ele tem motivo por que faz do jeito que faz.

Pois Adão foi criado primeiro, e depois Eva.
1 Timóteo 2.13 NTLH

Felizmente, não ficamos no escuro para saber os motivos de Deus, pois ele nos explica o significado dos fatos. Neste caso, a prioridade de Adão na criação significa a submissão da mulher (leia o capítulo).

O cristianismo é uma história, onde os fatos se encaixam no projeto divino de trazer à existência um ser para se relacionar-se com o Criador e de resgatar sua criatura para seus propósitos. Ao longo da história, Deus revela seu projeto, seus motivos, suas verdades.

Por isso insistimos na natureza histórica das narrativas bíblicas. Pois se Adão e Eva não existiram, também Jesus não existiu, e o cristianismo é um mito.

Segredos do passado

Quem pode explicá-los?

RevelaçãoPara quem exclui Deus e sua revelação do quadro, a História não tem sentido e os homens inventam suas teorias e explicações. Desta forma, a interpretação de um é tão boa quanto a de outrem.

Pois falarei com vocês por meio de provérbios e explicarei os segredos do passado.
Salmo 78.2 NTLH

Muitos hoje consideram tal linguagem como a do salmista como arrogante. Quem é ele, ser humano falho e fraco, para explicar o passado aos outros?

As verdades e segredos do passado, hoje revelados por Deus a respeito da sua obra no mundo, podem ser explicados e ensinados. Não são difíceis nem de interpretação particular. São fatos, mandamentos, promessas e histórias que o próprio Deus nos revela.

O Senhor espera que sejamos fiéis no ensino e na prática como a igreja de Cristo Jesus.

O Senhor já nos mostrou

Ufa! Não tenho que ficar advinhando.

revelação de DeusO bem não é difícil perceber, mas não é óbvio. Todo mundo acha que sabe a diferença entre o bem e o mal. Todo mundo se julga praticante do bem. Cada opinião é mais certa do que a outra. Mas saber a verdade e conhecer o bem não é processo automático. Temos que aprender essas coisas. Paulo nos disse em Efésios 5.17 que temos que aprender a fazer o que agrada a Deus. E onde é que vamos aprender?

O SENHOR já nos mostrou o que é bom, ele já disse o que exige de nós. O que ele quer é que façamos o que é direito, que amemos uns aos outros com dedicação e que vivamos em humilde obediência ao nosso Deus.
Miquéias 6.8 NTLH

Somente Deus é bom. E somente ele sabe o que é bom. Mas ele não nos deixa no escuro. Ele nos declara, nos revela, nos ensina o que é bom.

No contexto de Miquéias, o profeta chega ao nosso texto com uma série de perguntas: devo fazer isso? devo fazer aquilo? Deus vai gostar disso? Ah! mas não tenho que ficar advinhando ou fazendo experimentos espirituais até eu acertar e achar o que agrada a Deus. Na sua bondade, ele já me mostrou!

Resta a mim aprender e fazer.

Às 9h30 hoje, horário de Brasília, vamos ler e comentar AO VIVO esta meditação. Participe!

Dei a palavra

Dei-lhes a tua palavra, (…)
João 17.14 ACF

Na sua oração pelos discípulos, Jesus declarou por duas vezes que lhes dera a palavra vinda do Pai (também verso 8). De início, ele falou essa palavra na presença deles. Depois, ele falou por meio da presença e inspiração do Espírito Santo. Por fim, o Espírito causou que fosse escrita a palavra para disponibilizá-la por todos os tempos, a todas as pessoas. Continue lendo “Dei a palavra”

Para se recordar

Amados, esta é agora a segunda carta que lhes escrevo. Em ambas quero despertar com estas lembranças a sua mente sincera para que vocês se recordem das palavras proferidas no passado pelos santos profetas e do mandamento de nosso Senhor e Salvador que os apóstolos de vocês lhes ensinaram.
2 Pedro 3.1-2

As duas cartas de Pedro abordam situações bem diferentes. A primeira procurou incentivar os discípulos no meio a perseguição. Na segunda, houve ameaça de falsos mestres. Continue lendo “Para se recordar”