Não se envolvam em discussões

Palavras pesadas para papo leviano.

As brigas de palavras nunca chegam a uma conclusão, nunca resolvem um problema, nunca convencem um adversário. Palavras humanas não aproximam as pessoas de Deus; pelo contrário, as opiniões e especulações abrem caminho para a ruína.

Continue a lembrar essas coisas a todos, advertindo-os solenemente diante de Deus, para que não se envolvam em discussões acerca de palavras; isso não traz proveito, e serve apenas para perverter os ouvintes.
2 Timóteo 2.14 NVI

Isto não é meramente bom conselho. É uma conjuração (Almeida), que carrega o peso de um mandamento. Timóteo deve ordenar na presença do Senhor que terminem as brigas. Deus não quer ouvi-las!

Este verso faz contraste com o 15, que aponta as Escrituras como o caminho para a aprovação de Deus e a salvação dos outros.

Deus que fala a verdade salvadora, que suas palavras sejam nossas, que falemos quando a Bíblia fala, que nos silenciemos quando a Bíblia se silencia.

Segure este pensamento: Quando é Bíblia está fechada, fecha a boca.

Mais uma vez consultou o Senhor

"Pois quem conhece a mente de Deus?"

Embora criado à imagem de Deus, o ser humano não sabe o que Deus pensa. O Senhor revela seus pensamentos, mas ele tem de ser consultado. Ele pode ser ignorado ou esquecido, mas sempre para o nosso prejuízo. Foi assim também com Davi:

Mais uma vez Davi consultou o Senhor, …
2 Samuel 5.23a, NLTH

Quando o rei Davi consultava o Senhor, ia bem com ele. Quando deixava de consultá-lo, havia problemas, como no transporte da arca (capítulo 6). Ele aprendeeu que “o Senhor, nosso Deus, nos castigou por não o termos consultado como devíamos” (1 Crônicas 15.13).

E quando ele quis construir um templo para o Senhor, ele fez certo, consultando o profeta Natã (2 Samuel 7.1ss). Só que o profeta se esqueceu de consultar o Senhor e de imediato deu o seu aval. Afinal, ele imaginava que tal desejo tivesse de ser agradável ao Senhor. Mas o Senhor não quis que Davi construísse o templo.

A grande lição ensinada no início do reinando de Davi é esta: para termos o sucesso de Deus, temos de consultá-lo. Ele nos revela o que fazer (construir ou não, capítulo 7) e como fazê-lo (como atacar os inimigos, capítulo 5; como carregar a arca, capítulo 6).

Você já consultou o Senhor hoje, pela leitura da sua Palavra?

Nem todo o que se diz amigo amigo é

Nem tudo o que reluz é ouro.

amizadeCuidado com quem se diz amigo. E cuidado com os bons conselhos dos amigos. De repente, não é amigo e não são bons conselhos.

Sujeite-se a Deus, fique em paz com ele, e a prosperidade virá a você.
Jó 22.21 NVI

Elifaz de Temã, grande amigo de Jó, acusou este homem justo de esconder pecados na sua vida. Devia ser por isso que que Jó sofria. Portanto, devia se arrepender e tudo voltaria ao normal.

Seu bom conselho, acima, só aumentou o sofrimento de Jó.

Quando um amigo lhe dá conselhos que todo mundo sabe que são bons, acaba sendo o “velho caminho” da perversidade, do qual Elifaz acusou Jó (verso 15).

  • A igreja precisa ser mais “renovada”? Talvez a pessoa esteja falando da sua própria frieza;
  • A igreja é mais uma entre várias denominações? Talvez esteja procurando amigos do mesmo naipe;
  • O que importa é a sinceridade? Talvez esteja desobediente aos mandamentos de Deus;
  • Deus quer que sejamos felizes? Deus quer que sejamos submissos à sua vontade.

Nem todo o se diz amigo de fato é. E nem todo conselho é bom. Pergunte a Jó. Melhor, para achar um bom Amigo com bons conselhos, leia a Bíblia.

Verdade presente

Por isso, sempre terei o cuidado de lembrar-lhes estas coisas, se bem que vocês já as sabem e estão solidamente firmados na verdade presente.
2 Pedro 1.12

Os cristãos têm a verdade bem presente, bem disponí­vel, sempre à  sua disposição. Não é algo difí­cil de acessar, nem impossí­vel de discernir, nem problemático para perceber.

O desafio quanto à  verdade não é de conhecer, mas sim de lembrar.

A verdade esquecida é igual à  verdade desconhecida. Pouco adianta conhecer a verdade sem lançar mão dela e vivê-la.

Você tem hoje a verdade bem presente. Deus nos comunica sua verdade. Está na Bí­blia tudo o que ele tem feito pelo ser humano por meio de Jesus.

Lembre-se esta verdade hoje.

Que os avise

Ele respondeu: “Então eu te suplico, pai: manda Lázaro ir à casa de meu pai, pois tenho cinco irmãos. Deixa que ele os avise, a fim de que não venham também para este lugar de tormento”.
Lucas 16.27-28

O rico pede AbraãoAssim falou o rico, no tormento, a Abraão, ao lado de quem estava Lázaro.

Se os mortos pudessem falar conosco, o que falariam?

Não haveria conversa de saúde fí­sica, nem de ganhos financeiros.

Não haveria papo de futebol nem de candidato polí­tico.

Falariam uma coisa só: Deus nos deu esta vida a fim de que nos preparemos para a eternidade.

Os mortos não podem falar conosco.

Abraão deu uma resposta simples e contundente ao rico: para se prepararem para a eternidade, que os vivos leiam a Bí­blia (verso 29).

A mesma resposta ainda vale para nós.