O mal insopitável

O mal extravasa, não pode ser contido.

excesso da maldadeContra a autosuficiência, a mansidão sinaliza a disposição de acolher a palavra poderosa. Tal disposição significa também o trabalho de eliminar da vida todo o mal, pois por natureza ele extravasa por todos os lados.

Portanto, evitem tudo o que é imoral e deixem de praticar as coisas más que tanto os influenciam. Aceitem com mansidão a mensagem que Deus plantou em seus corações, a qual é poderosa para salvar as suas almas.
Tiago 1.21 VFL

Quando a Versão Fácil de Ler traduz a frase: “as coisas más que tanto os influenciam”, ela tenta fazer sentido da expressão literal: “acúmulo de maldade” (ARA), ou: “excessos do mal” (CNBB), ou ainda: “transbordamento da maldade” (TEB).

O termo para “acúmulo”, “excessos” e “transbordamento” é literalmente “abundância” (assim BLivre). Como entender o termo neste contexto?

Algumas versões o traduzem como “vestígio”, dando a ideia de que o cristão deve tirar qualquer restinho do mal que ainda permanece na sua vida. Embora verdade, não parece que o termo tem este sentido.

Como VFL acima e NVI (“maldade que prevalece”), o mal que existe lá fora é predominante e pressiona o fiel. É o “mal que nos cerca” (NIrV). O cristão, portanto, deve, digamos, empurrar de volta, não permitindo que este mal o influencie. Uma possibilidade.

Outra é a “maldade que toca a vida dos outros” (J.B. Phillips, inglês). Quer dizer, o mal que fazemos nunca é contido, não pode ser controlado, sempre vaza para prejudicar os outros. Traz à mente o velho aviso contra o brincar com fogo. Numa hora ou outra, acaba escapando e se alastrando, destruindo tudo em seu caminho. O rei Davi aprendeu no duro, com Bate-seba.

De qualquer maneira que entendemos o termo, fica a verdade do mal insopitável. Como a língua (Tiago 3), o mal não pode ser dominado. Por isso, temos de nos livrar totalmente do mal, pela palavra que poderosa que nos salva.

Pai celeste, obrigado pela palavra implantada em nós para erradicar o mal. Louvamo-te pela nossa liberdade em Cristo. Amém.

[subscribe2]