Efetuando em nós o querer

Fp 4.13: Deus nos dá o desejo. Mas temos de querê-lo.

O autor A.B. Simpson escreveu que a promessa de Deus em Salmo 37.4, de dar os “desejos do coração”, pode significar, não somente o cumprimento dos nossos desejos, mas até mesmo a “inspiração dos nossos desejos”. Com isso ele quer dizer que Deus instaura em nós pensamentos “de modo que nossos orações sejam de acordo com a Sua vontade e nos devolva a resposta infalível da Sua providência poderosa”. Continue lendo “Efetuando em nós o querer”

Bibliólatras

Se gostássemos da Bíblia, como muitos gostam do chocolate …

desejo pela palavra de DeusChocólatras não conseguem imaginar a era antes do chocolate. Os europeus acrescentaram açúcar e leite à amarga bebida dos maias para torná-lo um doce ou sobremesa. Evidência recente sobre o valor do chocolate para a saúde deu mais justificava aos entusiastas para sua devoção.

Israel nunca experimentou o chocolate, mas apreciava alguns doces. O mel era um favorito. Mas mesmo o mel não podia comparar à palavra de Deus para os devotos.

Como são doces para o meu paladar as tuas palavras!
Mais que o mel para a minha boca!
Salmo 119.103 NVI

Se a lei de Deus foi tão preciosa assim para os judeus, quanto mais é a Escritura da nova aliança para os seguidores de Cristo!

Abramos a Bíblia com prazer e expectativa maior do que uma caixa de chocolates.

Sua palavra, ó Deus, é o sopro da vida, a alegria da alma, o prazer do paladar espiritual.

Segure este pensamento: O Criador quer falar comigo,/ Suas palavras uma festa, convite de amigo.