Máximo, maravilha

Não sabemos como nos maravilhar.

DeusUsamos hoje os superlativos para tudo. Praticamente tudo é o “máximo” ou uma “maravilha”. Mas quando tudo é o máximo, nada o é.

Portanto, já que estamos recebendo um Reino inabalável, sejamos agradecidos e, assim, adoremos a Deus de modo aceitável, com reverência e temor, pois o nosso “Deus é fogo consumidor! ”
Hebreus 12.28-29 NVI

Para nós Deus é o paizinho no céu ao invés de fogo consumidor. Nossa visão dele assemelha mais um ursinho de pelúcia do que o Deus único que inspira reverência e temor. Nosso deus arranca aplausos ao invés de cairmos como mortos no chão.

Desconhecemos o Deus que cria com uma palavra, que planeja desde a eternidade e entrega-nos um Reino inabalável, que destroi com um sopro da sua boca, que exige uma adoração aceitável, que se revela como Deus vivo que realiza mais do que podemos pensar ou imaginar.

Este é o Deus que deseja ser conhecido pelas suas criaturas.

O dia todo

A vida da fé não é composta de momentos marcantes, mas de uma vivência constante com Deus como base do nosso ser.

Não os louvores ocasionais na igreja. Não as orações que marcam momentos da nossa semana. Sim, a vivência em Deus como motivo do nosso ser. Assim pensou o salmista:

Em Deus nos gloriamos o dia todo, e sempre louvaremos o teu nome.
Salmo 44.8 BND

Fazemos de Deus o chão da nossa vida, não apenas uma parada ou outra ao longo do caminho.

Veloz

Ele envia sua ordem à  terra, e sua palavra corre veloz.
Salmo 147.15

Corredor
Como mensageiro com mensagem importante a entregar, a palavra de Deus chega logo ao seu destino e efetua o resultado que seu Dono deseja.

Essa palavra cuida da terra e abençoa o povo de Deus.

Assim, não devemos pensar que o Senhor demore nas suas deliberações nem retenha de nós o que promete.

O Criador do universo é ágil no que faz.

Sejamos nós ágeis em nossa obediência a ele.