A palavra que sustém o exausto

Deus nos ensina sua palavra que anima e capacita para animar.

“O Soberano, o Senhor, deu-me
    uma língua instruída,
    para conhecer a palavra
    que sustém o exausto.
Ele me acorda manhã após manhã,
desperta meu ouvido para escutar
    como alguém que está sendo ensinado”
Isaías 50.4

Deus chamou o profeta Isaías e lhe deu palavras inspiradas. Estas não somente julgaram Israel, mas ofereceram esperança e conforto àqueles que buscavam alívio do sofrimento e do pecado. Continue lendo “A palavra que sustém o exausto”

Relataram tudo

Marcos 6.30: Mostre a Jesus o que você fez.

Os apóstolos reuniram-se a Jesus e lhe relataram tudo o que tinham feito e ensinado. Marcos 6.30

O Senhor tinha enviado os Doze a pregar somente em Israel e a curar os doentes, 6.7-13. Temos chamado esse momento de a comissão limitada. Depois, eles voltaram ao Senhor e lhe relataram tudo o que havia acontecido. Continue lendo “Relataram tudo”

Nas tuas mãos

Lucas 23.46: As últimas palavras de Jesus na cruz também são nossas.

Jesus bradou em alta voz: “Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito”. Tendo dito isso, expirou. Lucas 23.46

O último ato de Jesus na terra foi exatamente como todos os outros atos dele ao longo da sua vida. Ele morreu como viveu. Submeteu-se à vontade do Pai até a morte. Continue lendo “Nas tuas mãos”

Procurou, encontrou

Mateus 13.44-46: Alto preço, tudo o que se tem.

O Reino dos céus é como um tesouro escondido num campo. Certo homem, tendo-o encontrado, escondeu-o de novo e, então, cheio de alegria, foi, vendeu tudo o que tinha e comprou aquele campo. O Reino dos céus também é como um negociante que procura pérolas preciosas. Encontrando uma pérola de grande valor, foi, vendeu tudo o que tinha e a comprou. —Mateus 13.44-46

Estas duas pequenas parábolas têm em comum uma frase que serve como o ponto de comparação principal: “vendeu tudo o que tinha e (…) comprou”. Continue lendo “Procurou, encontrou”

Cristo é tudo e está em todos (os cristãos)

Colossenses 3.11: Duas razões por que não existe mais divisão para os que estão em Cristo.

O mundo era sempre dividido, e continua assim, por raça, classe e nacionalidade. Essas barreiras desaparecem em Cristo.

Nessa nova vida já não há diferença entre grego e judeu, circunciso e incircunciso, bárbaro e cita, escravo e livre, mas Cristo é tudo e está em todos.
Colossenses 3.11

Não é porque algum grupo publicou um documento garantindo os direitos da igualdade da humanidade. É porque:

  1. Para os que receberam a renovação da imagem do seu Criador, Cristo é tudo o que importa; não cultivam nenhuma outra lealdade.
  2. Cristo é acessível a todos, habita em todos que têm a nova vida, pois todos entramos em Cristo pela mesma porta da imersão. Continue lendo “Cristo é tudo e está em todos (os cristãos)”

‘Aceitem-se uns aos outros’. Ou, em outras palavras, façam como Jesus

Romanos 15.7: No relacionamento fraternal, sigamos o exemplo Jesus.

O que fazer quando surgem diferenças entre os seguidores de Cristo? Continue seguindo Cristo! Continue lendo “‘Aceitem-se uns aos outros’. Ou, em outras palavras, façam como Jesus”

Ação: Morrer

Lucas 9.23-24: Levante-se cada manhã dizendo: Hoje, viverei para Jesus!

LER: “Jesus dizia a todos: ‘Se alguém quiser acompanhar-me, negue-se a si mesmo, tome diariamente a sua cruz e siga-me. Pois quem quiser salvar a sua vida, a perderá; mas quem perder a sua vida por minha causa, este a salvará’” Lc 9.23-24.

PENSAR: Para seguir Jesus, o Eu não pode sobreviver. Morrer para si é tarefa diária. A verdadeira pessoa não está no ego, mas sim em seguir Jesus. A auto-preservação é ato diabólico; a auto-entrega é ato divino. Seguir Jesus é o caminho da salvação. Condição para segui-lo: morrer! Continue lendo “Ação: Morrer”

A lista das coisas abandonadas

A disposição da lista nos diz muito.

Temos escrito bastante, recentemente, sobre o trecho de Mateus 19.27-30. Mas hoje apareceu uma estrutura no verso 29 que merece atenção. O verso:

E todos os que tiverem deixado casas, irmãos, irmãs, pai, mãe, filhos ou campos, por minha causa, receberão cem vezes mais e herdarão a vida eterna.
Mateus 19.29 NVI

Há sete itens na lista de coisas que o discípulo pode e deve deixar por causa de Jesus, sete sendo a totalidade dos interesses e relacionamentos humanos.

A lista dos sete é organizada em paralelo inverso, com um elemento do meio. (Isso se chama quiasmo.) Veja as correspondências:

quiasmo Mateus 19

Casas e campos se correspondem uns aos outros, como também irmãos e filhos. As mulheres estão representadas pelas irmãs e mãe. Finalmente, o elemento no meio se destaca, o pai.

O pai era a fonte do sustento familiar. Estar sem pai deixava uma pessoa “sem recursos” (Salmo 10.14 NBV). O “órfão” neste verso é aquele que é “sem pai”. As crianças na condição sem pai ficavam “vulneráveis e frequentemente exploradas” (NET Bible). Do pai também vinha a herança.

Tudo isso ressalta o abandono de todas as coisas desta vida para se jogar totalmente pela fé nos cuidados de Deus.

Chego ao Senhor, meu Deus, sem nada, desprovido de qualquer recurso próprio, para que eu desfrute da sua bondade e confie em todas as suas promessas.

Segure essa ideia: A lista de Deus ultrapassa em muito a nossa lista de bens.