A prioridade de Jesus

Lucas 10.20: Jesus corrige as nossas alegrias.

Contudo, alegrem-se, não porque os espíritos se submetem a vocês, mas porque seus nomes estão escritos nos céus”. Lucas 10.20

Jesus enviou seus discípulos na comissão limitada, por tempo determinado, somente dentro da terra de Israel. Esta tarefa serviu para preparar o povo e para treinar os discípulos para a missão da igreja. Jesus lhes deu poder miraculoso para confirmar sua mensagem de arrependimento e da vinda do Reino de Deus. Continue lendo “A prioridade de Jesus”

Na casa de meu Pai

Lucas 2.49: Jesus tomou uma decisão importante cedo na vida.

Ele perguntou: “Por que vocês estavam me procurando? Não sabiam que eu devia estar na casa de meu Pai?” Lucas 2.49

Jesus chegou até à morte na cruz para a salvação da humanidade porque muito tempo antes ele tomou uma decisão de procurar a vontade do Pai e de ocupar-se com os seus assuntos. Aos 12 anos de idade, já se mostrou concentrado na casa do Senhor e dedicado às coisas de Deus. Aos pais preocupados com seu bem-estar, ele responde, de certa forma, assim: É óbvio onde eu estaria. Continue lendo “Na casa de meu Pai”

Crie a oportunidade da fé

Lucas 19.5: Jesus não era passivo e nem o é seu povo.

Quando Jesus chegou àquele lugar, olhou para cima e lhe disse: “Zaqueu, desça depressa. Quero ficar em sua casa hoje”.
Lucas 19.5

Dizem que a oportunidade bate na porta apenas uma vez. A frase quer dizer que temos que reconhecer a oportunidade quando aparece e aproveitar o momento, pois não teremos outra chance. Continue lendo “Crie a oportunidade da fé”

Um dos dias do Filho do homem

Lucas 17.22: O futuro segura toda a nossa esperança.

Depois disse aos seus discípulos: “Chegará o tempo em que vocês desejarão ver um dos dias do Filho do homem, mas não verão.
Lucas 17.22

Geralmente, sentimos saudade do passado e dos nossos entes queridos. Falamos assim: “Se eu pudesse ter apenas uma hora com minha mãe novamente, como seria bom!” Tais expressões reconhecem como amávamos a pessoa e como ela deixou lacuna no nosso coração. Continue lendo “Um dos dias do Filho do homem”

Jesus fala a verdade

Lucas 4.24: Jesus nunca pensou em preservar a boa opinião dos outros a seu respeito.

Continuou ele: “Digo-lhes a verdade: Nenhum profeta é aceito em sua terra”. Lucas 4.24

No início do ministério de Jesus, todos falavam bem dele e de seu ensino. Todos o elogiavam. Mas quando veio a hora, num sábado na sinagoga, de ele ler as Escrituras e de aplicá-las aos seus ouvintes—na sua própria cidade—ele lhes falou a verdade que mais precisavam ouvir. Assim, ficaram enfurecidos e tentaram matá-lo. Continue lendo “Jesus fala a verdade”

Jesus é mestre sobre toda a criação, inclusive o homem

Lucas 4.36: Jesus é Mestre, sobre tudo e todos.

Jesus é Mestre sobre os espíritos e sobre o mundo espiritual, bem como sobre toda a criação, inclusive o corpo humano e as doenças. Não há área ou esfera que escapa o seu poder. (Leia Lucas 4.31-41.) Jesus curava as pessoas, expulsava demônios, manipulava a criação (multiplicando pães e peixes, acalmando uma tempestade, por exemplo). Jesus é todo-poderoso. Continue lendo “Jesus é mestre sobre toda a criação, inclusive o homem”

O nascimento de Jesus comprovou sua divindade

Lucas 1.35: Jesus é Deus e merece nossa obediência.

O Espírito Santo virá sobre você, e o poder do Altíssimo a cobrirá com a sua sombra. Assim, aquele que há de nascer será chamado Santo, Filho de Deus.
Lucas 1.35

O nascimento de Jesus, por meio do Espírito Santo, e não pelo desejo humano, provou que ele era divino. O “Filho do Altíssimo” altíssimo é. Continue lendo “O nascimento de Jesus comprovou sua divindade”

Decidiu fazer a vontade da multidão

Lucas 23.24: Lucas mostra que Pilatos tomou uma decisão consciente de fazer o que a multidão queria.

Pilatos era governante fraco. Tentou escapar da sua responsabilidade enviando Jesus a Herodes e, depois, quando essa manobra não foi bem sucedida, procurou soltá-o, mas por causa da insistência da multidão, acabou cedendo.

Frase triste que serve de grande contraste com a vida de Jesus: Continue lendo “Decidiu fazer a vontade da multidão”

Ação: Cear

Lucas 22.19: Coma o pão e beba o cálice a cada primeiro dia da semana na assembleia dos santos.

LER: “façam isto em memória de mim” Lc 22.19.

PENSAR: Jesus estabeleceu a ceia como memorial perpétuo da sua morte para nossa redenção. Seu ato serve como modelo, 1Co 11. Quem come é o que entrou em Cristo e tem o compromisso de servi-lo em tudo. Temos o exemplo aprovado de comer todo primeiro dia, At 20.7. Continue lendo “Ação: Cear”

Ação: Perdoar

Considere ofensas como pedras no caminho a serem removidas.

LER: “Perdoa-nos os nossos pecados, pois também perdoamos a todos os que nos devem” Lc 11.4.

PENSAR: O perdão ao irmão é condição para receber o perdão de Deus. Ele tem de ser de coração, Mt 18.35, e não tem limite, Lc 17.1-10. Perdoar significa ganhar o irmão de volta e assim é processo alegre, pois do perdão consistem a reconciliação e a libertação, Cl 1.14; Ef 1.7. Continue lendo “Ação: Perdoar”