Um toque especial

Jesus nos convida a tocá-lo.

Jesus acolheNas ruas das grandes cidades, nos ônibus e metrôs, em festas e outros lugares onde há muita gente, sentimos o toque das pessoas sem dar importância a elas. Foi assim com Jesus também, cercado constantemente por multidões, pressionado por todos os lados por gente que queria vê-lo, ouvi-lo e pedir-lhe algum benefício. Mas houve um momento …

Responderam os seus discípulos: “Vês a multidão aglomerada ao teu redor e ainda perguntas: ‘Quem tocou em mim?'”
Marcos 5.30 NVI

Jesus sentiu um toque diferente. Um toque da fé, da necessidade, do desespero, do esforço máximo. Um toque receptivo a seu poder. E no meio de tanta gente, chama atenção para este toque. Para esta mulher.

Na verdade, o Senhor não só chama atenção dos outros para ela, como chama ela para que não sinta nunca nenhum remorso pelo que fez. Pelo contrário, Jesus queria que ela fizesse isso. Ele estava presente para injetar na vida a esperança e a fé.

Além de fazer para ela a bênção da cura, ele ainda lhe faz outra: ele a puxa do meio da multidão para ela contar sua história, ouvir que sua fé a curou, saber que, mesmo ocupado, o Senhor tem tempo para os pequeninos.

E também para mim.

Pensando bem, quem tem um toque especial é Jesus.

 

Colheita garantida: vamos semear!

A palavra de Deus fará efeito.

Parábola do semeadorJesus conta uma ilustração que ele chama de “parábola do semeador” (Mateus 13.18). Embora haja muitas lições que se pode tirar da parábola, não se deve perder a última e talvez a mais importante para quem semeia o evangelho.

Outras pessoas são como a semente lançada em boa terra: ouvem a palavra, aceitam-na e dão uma colheita de trinta, sessenta e até cem por um”.
Marcos 4.20 NVI

O semeador tem que semear a palavra de Deus no mundo. A grande lição é que haverá retorno. Fruto será produzido. O poder da palavra terá seu efeito desejado. Pessoas ouvirão e aceitarão a mensagem de Cristo.

Se você falar que ninguém quer ouvir a verdade do evangelho, você não está semeando a palavra de Deus. Pois quando há semeadura, haverá colheita.

Quem disse é o maior Semeador de todos.

Façamos como Jesus: defender o evangelho

As obras não falam sozinhas.

Defender a féMuitos pensam que suas obras falem por si mesmas. Que não precisem se defender nem se explicar. Jesus não pensava assim.

Jesus disse isso porque eles estavam dizendo: “Ele está com espírito imundo”.
Marcos 3.30 NVI

Seus inimigos estavam descaracterizando seus milagres, atribuindo-os ao poder do diabo. Jesus se defende rapidamente, e mostra o absurdo, o contrassenso, desse raciocínio.

Ele o faz porque, se os que ouvirem a mentira dos inimigos acreditarem nela, a Boa Nova não terá espaço para fazer efeito e conduzir as pessoas para o Pai.

A defesa do evangelho tem, portanto, o exemplo do Mestre por trás dela. Hoje, tem gente que fala que o evangelho que pregamos é piada, legalismo, prisão, e mais mil outros termos depreciativos. Se as pessoas crerem nessas mentiras, será cancelado o poder do evangelho para elas.

Façamos, portanto, como Jesus, ao defendermos a verdade que liberta.

Seguir Jesus é levantar-se e ir com ele

A vida espiritual significa ação.

Fazer alguma coisaPelos modelos religiosos predominantes, pensa-se sobre a vida religiosa em termos contemplativos. Ser espiritual é fugir do mundo. Literalmente. Para a clausura.

Enquanto estava caminhando, Jesus viu Levi, filho de Alfeu, sentado no lugar onde os impostos eram pagos. Então disse a Levi: —Venha comigo. Levi se levantou e foi com ele.
Marcos 2.14 NTLH

Jesus anda para lá e para cá, ensinando e servindo. E chamando. Levi se levantou e foi com ele. Para seguir Jesus, tem de se mexer. Ensinar. Servir. Fazer, como ele, a vontade do Pai.

A vida em Cristo não é um escape do mundo, mas o engajar-se na batalha pelas almas necessitadas da salvação.

Princípio do evangelho de Jesus

Comece aqui, com Jesus.

Começo evangelhoGostamos de novos começos, as novidades, o ano novo, inaugurações. Empresas, escolas e lojas promovem coqueteis de abertura (mas não beba o álcool). Produtos e livros têm lançamentos. O princípio de alguma coisa nos anima.

Princípio do evangelho de Jesus Cristo, Filho de Deus.
Marcos 1.1

Alguns pensamentos vêm à mente:

#1. Comece pelo começo. A história de Jesus, o Ungido de Deus, o Filho divino, o foco de toda a bênção e atividade do Pai, o Evento de importância global, é onde devemos começar, com tudo.

#2. Depois do começo, tem mais. O começo é a base, mas tem que construir algo em cima dela.

#3. Como Jesus é o Princípio e o Fim (Ap 22.13), devemos começar e terminar com ele.

#4. Precisamos fazer nosso próprio começo da Boa Nova, abrindo a boca para falar a todos, pois todos precisamos desta mensagem.

#5. Com Jesus, cada momento é um começo. Quando o século, a década, o ano, a semana, o dia, ficar velho e cansativo, Jesus faz com que este segundo seja novo. Temos pelo princípio do evangelho de Jesus Cristo, a novidade de vida, novidade esta que se renova a toda hora.

Preparem o caminho

“Preparem o caminho para o Senhor, façam veredas retas para ele”.
Marcos 1.3

O Senhor enviou João, o imersor, para preparar o povo para a chegada do Messias. Sua vinda necessitava de preparo, que consistia do arrependimento e da fé. Embora a chegada de Cristo seja um momento ímpar, o princípio ainda se aplica.

Chegam momentos na vida em que temos de preparar-nos antemão. Continue lendo “Preparem o caminho”

Todos beberam

LEITURA BÍBLICA PARA HOJE: MARCOS 14

Em seguida [Jesus] tomou o cálice, deu graças, ofereceu-o aos discípulos, e todos beberam.
Marcos 14.23 NVI

Jesus estabeleceu a sua ceia na presença dos seus discípulos, longe das multidões. A ceia é para quem o segue, e somente para os da sua comunidade. Os de fora não comem.

Ao mesmo tempo, a ceia do Senhor é para todos os discípulos. Todos comem, todos bebem, desde o menor até o maior. (Na verdade, não existe tais graus no Reino.) Continue lendo “Todos beberam”

Alguns vieram de longe

LEITURA DE HOJE: MARCOS 8

—Estou com pena dessa gente porque já faz três dias que eles estão comigo e não têm nada para comer. Se eu os mandar para casa com fome, eles vão cair de fraqueza pelo caminho, pois alguns vieram de longe.
Marcos 8.2-3 NTLH

Jesus sabia da necessidade e da situação da multidão. Alguns vieram de longe. Muitos não teriam condições de chegar em casa sem antes comer. Mesmo eles terem chegado por causa das curas, ele ainda sentiu compaixão por eles. Continue lendo “Alguns vieram de longe”

Ensinou-lhes muitas coisas

Quando Jesus desceu do barco, viu a multidão e teve compaixão daquela gente porque eram como ovelhas que não têm pastor. E começou a ensinar-lhes muitas coisas.
Marcos 6. 34 BND

Nos evangelhos, geralmente se associa a compaixão de Jesus aos seus milagres. Mas Marcos ressalta a pregação do perdão dos pecados. E quando Jesus leva os apóstolos à parte, a um lugar deserto, para descansar, após  serem enviados a pregar, aparece novamente a multidão. Continue lendo “Ensinou-lhes muitas coisas”