Nem sempre Deus precisa fazer milagre

Atos 5.40: Deus usou uma das pessoas menos esperadas.

A pregação da Boa Nova de Cristo devia ter convencido os judeus, pois esperavam o Messias, tinham as Escrituras que falavam dele e testemunharam os milagres do Senhor. Mas não! Mataram-no e teriam feito o mesmo com os apóstolos. Os membros do Sinédrio “ficaram furiosos e queriam matá-los” Atos 5.33.

Somente não mataram porque Deus agiu. Quer ver como ele fez para salvar os Doze? Continue lendo “Nem sempre Deus precisa fazer milagre”

As maravilhas de Deus em nossa própria língua

Atos 2.11b: O evangelho para cada idioma!

Como seria encontrar uma cura para o câncer mas deixar de divulgá-la e oferecê-la ao mundo? Seria um contrassenso! Deus trouxe à humanidade a cura para o pecado. Ele quer que todos a conheçam e a aceitem. Continue lendo “As maravilhas de Deus em nossa própria língua”

Começou imediatamente

Estamos morrendo porque achamos evangelismo é para profissionais.

Saulo não esperou anos depois da sua conversão antes de começar a ensinar outros sobre Cristo. Convertido em Damasco por meio de uma palavra de Ananias, ele foi direto às sinagogas daquela mesma cidade e fez o que todo cristão deve fazer.

E começou imediatamente a anunciar Jesus nas sinagogas, dizendo: —Jesus é o Filho de Deus.
Atos 9.20 NTLH

Saulo foi ao povo que conhecia, seu próprio povo. O perseguidor da igreja imediatamente tornou-se o proclamador do evangelho. Ah, você vai dizer, mas quando Ananias pregou a ele, deu-lhe o chamado de Deus como apóstolo.

Exatamente. E da mesma forma, tão logo somos chamados para entrar no reino, somos também chamados para a tarefa do reino, para ser seu povo missionário.

Temos medo de deixar que os novos convertidos ensinem. Muita bagagem da vida anterior, dizemos. Falta de conhecimento, acautelamos. Vamos enviá-los a uma escola de treinamento ou faculdade cristã, recomendamos.

De onde nós tiramos este lixo de pensamento? Porque pensamos que o evangelismo é coisa dos profissionais.

E é por isso que estamos morrendo.

Deus no céu, perdoe-nos por torcer o evangelho e fazer dele uma atividade de clérigos.

Segure essa ideia: Se você sabe o suficiente para obedecer ao evangelho, você sabe o suficiente para partilhar o evangelho.

Abrindo mão dos direitos

O cristão anda por um caminho melhor.

promessas de Deus

Exija seus direitos, dizem-nos hoje. Pois se você não zelar pelo próprio bem, quem o fará? O cristão, porém, tem como agir de outra forma, como fez o patriarca Abrão com seu sobrinho Ló:

Aí está a terra inteira diante de você. Vamos separar-nos. Se você for para a esquerda, irei para a direita; se for para a direita, irei para a esquerda.
Gênesis 13.9 NVI

Como o patriarca que era, Abrão tinha a preferência da escolha. Mas abriu mão do seu direito, dando a Ló a opção de ir para o lado que achava melhor.

Abrão podia fazer isso porque tinha recebido a promessa de Deus, e nesta confiava. O Senhor tinha prometido torná-lo em grande e próspera nação.

Com esta mesma confiança, podemos também fazer o mesmo que Abrão, sem exigir nosso direito. Pois o Senhor nos prometeu a sua bênção. Podemos assim procurar fazer o bem ao próximo e cultivar a paz.

Mais ainda, podemos sofrer por Cristo, para cumprir a missão dele, certos de que a promessa de Deus, para cuidar das nossas necessidades, se cumprirá a nosso respeito.

5 lições de um único pedido de oração

Paulo pede oração a seu favor

Lembre-se de que Paulo e Silas foram correndo de Tessalônica, por causa de perseguição por terem pregado a Cristo. Sua experiência naquela cidade, porém, não seria excepcional. Então ele escreve de volta à igreja lá:

Finalmente, irmãos, orem por nós, para que a mensagem do Senhor se espalhe rapidamente e seja honrada, assim como aconteceu entre vocês. E orem também para que sejamos protegidos das pessoas más e perversas. (Pois nem todas as pessoas têm fé no Senhor.)
2 Tessalonicenses 3.1-2 VFL

Podemos tirar pelos menos cinco lições importantes deste único pedido de oração. Continue lendo “5 lições de um único pedido de oração”

Pelo evangelho

O que significa fazer tudo pelo evangelho?

Outros têm causas para as quais contribuem e pelas quais lutam. Os cristãos têm o evangelho. Não é sua causa, mas sua vida. As causas podem ser adotadas e abandonadas, dependendo da necessidade e das circunstâncias. O evangelho permanece como a única esperança para o homem.

Faço tudo pelo Evangelho, para ter parte nele.
1 Coríntios 9.23 Vozes

Fazer tudo pelo Evangelho significa fazer “tudo para espalhar a Boa Nova” (NLT). O evangelho é uma mensagem, a palavra da verdade (Colossenses 1.5). Se não estamos falando o evangelho, isto é, ensinando outros — diga-se: evangelizando, não estamos fazendo nada pelo Evangelho.

Pai, acorde-me ao evangelho, para levar outros ao Senhor pela mensagem de Cristo.

Segure este pensamento: Faça tudo para ensinar aos outros a Boa Nova de Cristo.