Vender-se ou entregar-se

Gálatas 1.4: A escolha é entre Acabe e Jesus.

(…) que se entregou a si mesmo por nossos pecados a fim de nos resgatar desta presente era perversa, segundo a vontade de nosso Deus e Pai. Gálatas 1.4

Ao possuir o rei Acabe a vinha de Nabote, o Senhor enviou o profeta Elias para confrontá-lo. O profeta lhe disse: “você se vendeu para fazer o que o Senhor reprova” 1 Reis 21.20. Que contraste com o que fez o Senhor Jesus! Continue lendo “Vender-se ou entregar-se”

O que importa

Gálatas 6.15: Isto que é "algo" importante e grandioso.

Para cristãos que estavam no processo de abandonar a Boa Nova e abraçar um esforço inútil, o apóstolo Paulo termina sua carta lembrando-lhes do que realmente importa.

De nada vale ser circuncidado ou não. O que importa é ser uma nova criação. —Gálatas 6.15

O que é a nova criação? É a nova pessoa em Cristo e a nova realidade que ela vive—não habita mais como parte do mundo rebelde, 6.14, mas agora “na nova comunidade de pessoas novas” (S.K. Williams, Galatians). A novidade abrange tanto o interior como o relacionamento. Continue lendo “O que importa”

A saudação que contraria

Gálatas 1.1-2: Confronto desde a primeira palavra!

Quando nos apresentamos a alguém, já comunicamos muita coisa a nosso respeito. Nossas palavras, nossa expressão, até nossa postura transmitem muitas informações ao outro.

Em sua carta aos Gálatas, Paulo começa já na saudação dando sinais de que sua obra não será nem feliz nem fácil. Continue lendo “A saudação que contraria”

Agora somos gente grande

Gálatas 3.25: Vamos não misturar as coisas.

Já viu fotos ou vídeos de adultos brincando como se fossem crianças? Um homem com chupeta na boca? Alguém de fralda, no meio de brinquedos de neném?

Essa é mais ou menos a cena que Paulo pinta para os gálatas, para mostrar o absurdo da adoção da lei de Moisés por parte dos cristãos. Continue lendo “Agora somos gente grande”

Um pacote só

Gálatas 5.3: Se abraça uma parte, faça tudo.

Há entre alguns evangélicos um modismo de celebrar as raízes judaicas do cristianismo, gentios por descendência brincando de judeus e importando celebrações de dias e cerimônias mosaicas dentro das suas denominações. Só falta matar animais. (Já têm a música instrumental do templo.) Continue lendo “Um pacote só”

Ação: Orgulhar-se

Gálatas 6.14: O povo de Deus se gloria no próprio Deus.

LER: “Quanto a mim, que eu jamais me glorie, a não ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, por meio da qual o mundo foi crucificado para mim, e eu para o mundo” Gl 6.14.

PENSAR: Gloriar-se é “sentir prazer em algo” ou “gabar-se de algo” (BGAD). No sentido acima, é basear sua importância e valor em algo. O povo de Deus se gloria no próprio Deus, Je 9.23-24; 1Co 1.31; 2Co 10.17. O mundo das conquistas próprias é morto para ele. “Tudo tem sido dado por Deus, então a ele só pertencem o louvor e a glória” (TLNT). Continue lendo “Ação: Orgulhar-se”

A fé que atua pelo amor

Gálatas 5.6: A fé que atua pelo amor. Se você nunca fez comentário no site, considere dar um alô pra gente hoje.

Nas leituras que fizemos ontem à noite, aqui em casa, sobre “A fé que vale” para Deus, na série “Maiores assuntos da Bíblia”, lemos o texto de Gálatas 5.6. A fé não vive sozinha. Quando alguém percebe a verdade do evangelho e da liberdade oferecida pelo Senhor Jesus Cristo, logo parte, por meio da fé, para a ação da obediência. Continue lendo “A fé que atua pelo amor”

Conduta conforme o Espírito

Gálatas 5.25: A vida no Espírito deve nos levar a agir conforme sua direção.

A integridade significa inteireza e, no caso da fé, a completa penetração na vida pelo poder e vontade de Deus.

Se agora estamos vivendo pelo poder do Espírito Santo, sigamos a liderança do Espírito Santo em todos os aspectos da nossa vida.
Gálatas 5.25 NBV

Quem vivem em Cristo mas não permite que o Espírito, pelo poder dele, o controle cria uma dissonância que, eventualmente traz a morte e a separação dele.

Este estado de dissonância não pode continuar. Ou causará a pessoa, pelo arrependimento, a voltar à obediência da fé, ou, se não corrigida, levará ao abandono da vida do Espírito. Esta última situação é muitas vezes o caso, para a grande tristeza do corpo de Cristo.

Portanto, devemos tomar todo o cuidado para sempre alinhar a nossa conduta conforme a direção do Espírito.

Não deve ser necessário dizê-lo, mas precisa ser afirmado, que esta direção é encontrada nas Escrituras. Por isso precisamos estudá-las bem e aplicá-las na nossa vida com toda diligência.