Autor da salvação gloriosa

Hebreus 2.10: O plano de Deus é bem descrito nesses termos.

Ao levar muitos filhos à glória, convinha que Deus, por causa de quem e por meio de quem tudo existe, tornasse perfeito, mediante o sofrimento, o autor da salvação deles. Hebreus 2.10

O Novo Testamento utiliza muitas maneiras de descrever o objetivo de Deus ao prosseguir com seu plano de redenção. Uma das frases mais belas é levar muitos filhos à glória. Um autor chamou este verso “a afirmação fundamental” do livro de Hebreus (NCBC). Continue lendo “Autor da salvação gloriosa”

O fraco e o forte

Isaías 49.5: A glória do homem está nisso.

O ser humano é fraco. Ele pode estocar armas. Pode criar novas maneiras de matar. Pode jogar pesado na política. Pode usar milhões de reais para manipular. Mas no final, ele é fraco.

Ele é fraco também no âmbito espiritual. Aqui, sua fraqueza é mais evidente ainda. Nada consegue fazer. Continue lendo “O fraco e o forte”

Alcançando a glória de Cristo

2 Tessalonicenses 2.14: O processo já começou. Esta visão traz prazer.

Falamos da vida, em geral, em termos de conquistar desafios, alcançar metas, conseguir empregos ou bolsas de estudo, assumir responsabilidades ou compromissos. No âmbito espiritual, pode-se resumir o grande objetivo de vida como o alcançar a glória de Cristo. Continue lendo “Alcançando a glória de Cristo”

15 minutos de fama

Jesus segura a atenção.

glória divinaO artista Andy Warhol disse em 1968 que, no futuro, toda pessoa teria seus 15 minutos de fama mundial. Hoje, brilha uma pessoa por seus atos ou beleza, até cair logo do radar da atenção pública e ser substituída por outro. Comparado ao ministério de Moisés, que tinha seu momento de glória no plano de Deus, o ministério do Espírito — o evangelho de Cristo — tem uma glória muito maior e duradoura.

Não será o ministério do Espírito ainda muito mais glorioso?
2 Coríntios 3.8 NVI

A atenção humana troca frequentemente os objetos de seu foco. As tendências de moda, entretenimento e música refletem essa inconstância. Mas Jesus tem a glória capaz de segurar nossa atenção para sempre. Mais ainda, é uma glória transformadora (v. 18), fazendo nosso serviço no reino de Deus superior a todos os outros.

Pai, quero que minha atenção seja sempre fixa em Jesus e nas grandezas espirituais que ele nos traz, pois ele brilha mais, eternamente.