Dará a outros

Marcos 12.9: É possível que Deus tire de nós a posição como povo dele.

Que a igreja de Deus nunca tome por certo sua posição perante a Deus, no sentido de ser o povo dele e recipiente da graça divina. Pois já houve um povo dele — o povo de Israel — que perdeu o seu lugar como os agentes de Deus no mundo:

O que fará o dono da vinha? Virá a matará aqueles lavradores e dará a vinha a outros.
Marcos 12.9 NVI

Uma pessoa, uma congregação, um grupo de congregações, pode perder seu lugar no Reino de Deus. Continue lendo “Dará a outros”

A coisa funciona assim

2 Timóteo 2.22: A virtude se desenvolve em comunidade.

A retidão e a virtude pessoal não se desenvolvem sozinhas. Precisamos da ajuda dos santos na comunidade dos fiéis.

Evite as paixões da mocidade. Procure viver uma vida reta, com fé, amor e paz, junto com todos os que de coração puro invocam ao Senhor.
2 Timóteo 2.22 VFL

Igreja é para nós, igreja é para eles. Nela, chegamos a ser o que devemos, nela trabalhamos para que os de fora entrem para dentro de Cristo.

Não espere mudar sua vida para depois participar da igreja.

A coisa não funciona deste jeito.

Quando se quer intensamente

Vamos dar um jeito.

Quando alguém quer estar junto aos santos, encontrará um jeito. Quando se tem a prioridade correta, o discípulo cria sua oportunidade de estar com a igreja.

Paulo tinha resolvido não parar na cidade de Éfeso para não ficar muito tempo na província da Ásia. Ele estava com pressa, pois queria chegar a Jerusalém, se possível, antes do dia de Pentecostes. Em Mileto Paulo mandou chamar os presbíteros da igreja de Éfeso para se encontrarem com ele.
Atos 20.16-17 NTLH

Se não pode ir até a montanha, diz o ditado, faça com que a montanha venha até você. Parece que há algo bíblico sobre o mover montanhas, também. Quando se quer algo intensamente, acaba fazendo acontecer. Foi isso que Paulo fez.

Mais cedo, Paulo tinha demorado sete dias em Trôade para se reunir com a igreja, mesmo estando ele com muita pressa (versos 6-7).

Não somos apóstolos que podem esperar que outros se adaptem à nossa agenda, mas o ponto ainda é válido que, quando realmente queremos, reuniremo-nos com o povo de Deus, e isso frequentemente.

Pai da família espiritual, dê-me um desejo maior para estar no meio do seu povo.

Segure este pensamento: O melhor lugar de todos é no meio da família de Deus.

A igreja dos pequeninos

A igreja é composta dos pequenos e humildes.

Depois de proclamar a natureza do reino de Deus por meio de parábolas (Mateus 13) e de cercar a edificação da igreja com as verdades gêmeas da sua identidade e missão (Mateus 16), Jesus agora considera a sua essência, no capítulo 18.

Portanto, quem se faz humilde como esta criança, este é o maior no Reino dos céus. Quem recebe uma destas crianças em meu nome, está me recebendo.
Mateus 18.4-5 NVI

Pikaza diz que este capítulo se trata da “estrutura da igreja”* e não está longe de ter razão. Sua natureza é composta dos “pequeninos” (1-4). O desrespeito por estes e por esta natureza essencial da igreja traz condenação eterna (6-9). A preocupação do Pai por qualquer um dos pequeninos deve inibir o desdém por estes da parte da igreja (10-14). Sua preocupação causará a igreja a ser pró-ativa, tomando a iniciativa para restaurar o pequenino perdido (15-21), porque seu interesse maior é o perdão (23-25).

Esta verdade da igreja composta dos pequeninos deve nos impedir de pôr pregadores num pedestal, valorizar demais a educação teológica, curvar-nos perante os ricos entre nós e inaugurar programas de construção para impressionar a comunidade.

Ó grande Deus, o Senhor olha do seu trono para os pobres, as estéreis, os enlutados, os vencidos, para levantá-los. Faça de mim sua mão que os deposita no reino da sua igreja.

Segure este pensamento: O reino não tem lugar para os grandes e poderosos, mas a igreja foi criada para os pequenos e humildes.

*Javier Pikaza, A teologia de Mateus,  2ª. ed. Trad. José Raimundo Vidigal (Paulinas 1984): 94ss.

Onde está a vida?

Onde você menos espera.

Cristo vidaQuero viver. Quero viver ao máximo. Quero estar ciente da vida e respirar fundo com o movimento que ela dá ao meu ser. Quero aproveitar a vida.

Pois assim como o Pai é a fonte da vida, da mesma maneira ele fez o Filho a fonte da vida.
João 5.26 VFL

Onde é que Cristo dá a vida? No seu corpo, a igreja (Colossenses 1.18).

Lembremo-nos: igreja não é qualquer grupo que o homem chama igreja. É a igreja do Senhor Jesus, que segue seus mandamentos, obedece a sua palava, tem todas marcas do povo dele, que reproduz em si o padrão que ele estabeleceu. Esta igreja é única, como o corpo dele.

Por isso, quero estar no corpo de Cristo, quero me mexer no corpo, para que esta vida continue em mim. E mais ainda, para que outros recebam esta vida que eu recebi da única fonte, que é Cristo.

E você?

 

Da família para a igreja

Não pode fazer o bem na igreja se não o faz na família.

Criar uma família no caminho de Deus apresenta um desafio e serve como bom treinamento para o supervisor da igreja. Paulo cita como um dos requisitos para o pastor a vida familiar estável sob seus cuidados.

Pois, se alguém não sabe governar sua própria família, como poderá cuidar da igreja de Deus?
1 Timóteo 3.5 NVI

Cuidar da igreja exige mais ainda, pois há mais pessoas e menos controle. Não é à toa que Paulo usa os termos “governar” para a família e “cuidar” para a igreja.

Ao mesmo tempo, a dinâmica da família serve bem para preparar um homem para o trabalho de pastorear a igreja, garantindo ao mesmo tempo que ele tenha uma idade, como ancião, que reflete uma certa experiência e sabedoria de vida.

Pai, multiplique dentre o seu povo homens que guiem a igreja no crescimento e na maturidade.

Segure este pensamento: A igreja progride conforme a qualidade dos seus supervisores.

Perdendo o reino de Deus

Israel o perdeu, nós também podemos.

O medo da perda serve como grande motivador. A possibilidade de perder um pertence ou relacionamento precioso já forçou muita gente a mudar comportamentos e hábitos.

Ao mesmo tempo, alguns continuam tão teimosos em suas vidas, tão fixados na sua mentalidade, que absolutamente nada os moverá. Assim eram os judeus na época de Jesus.

“Portanto eu lhes digo que o Reino de Deus será tirado de vocês e será dado a um povo que dê os frutos do Reino” (Mateus 21.43 NVI).

A razão foi a rejeição de Cristo. Os judeus, portanto, deixaram de ser o povo de Deus. Cristo prometeu estabelecer sua igreja (Mateus 16.18). A igreja (no grego, ekklesia) era um termo do Antigo Testamento, na Septuaginta (tradução grega, da língua hebraica original), descrevendo o povo de Deus reunido perante sua presença. Cristo criaria um novo povo.

O mesmo risco da perda continua ainda hoje para um indivíduo ou congregação, se se rejeita a autoridade de Cristo como Senhor. A igreja efésia ficava a perder seu lugar como povo de Deus (Apocalipse 2.5). Para permanecer como uma congregação que podia usar o nome de Cristo precisava arrepender-se. “Pratique as obras que praticava no princípio”.

Deus soberano, que eu possa andar sempre nos caminhos do seu reino, seguindo a verdade recebida de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

Segure este pensamento: Perder o reino é tudo desperdiçar!/ Tal perda além do poder de calcular!

 

Quem não vai, não se converteu ainda

Quem converte, vai.

Nos domingos de manhã, a caminho da reunião da igreja, vemos pessoas fazendo caminhada e cooper e andando de bicicleta. Ao longo da pequena distância que andamos, são dezenas de pessoas que se levantam no seu dia de folga para cuidar da saúde.

E todo o povo se levantava cedo pela manhã e ia ao templo para ouvi-lo.
Lucas 21.38 VFL

Enquanto isso, pouquíssimos conseguem levantar pela manhã para se encontrar com Jesus.

Ir na igreja não faz de você um cristão. É isso que as pessoas adoram falar. E tem uma pitada de verdade.

Por outro lado, você não pode ser um cristão sem servir aos irmãos, sem participar da vida da igreja, sem estar presente no meio do povo de Deus.

Quem segue a algum tempo Deus Conosco sabe que falamos pouco sobre “frequência à igreja”. Porque quem é realmente convertido a Cristo levanta cedo (ou qualquer que seja o horário) para ouvi-lo no meio da igreja.

Quem não vai, não se converteu ainda.

Igreja unida e global

Isso veio do Senhor Jesus.

IgrejaUma Bíblia de estudo em inglês comentou 2 Coríntios 9.13: “Paulo teve a visão de uma igreja cristã unida e global, a qual se tornaria uma testemunha poderosa à obra de reconciliação do Senhor”. De fato. E não somente Paulo, mas isso veio do Senhor Jesus.

E também eu te digo, que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei minha Igreja; e as portas do mundo dos mortos não prevalecerão contra ela.
Mateus 16.18 BLivre

O problema: Os homens abandonaram a Palavra de Deus para construir suas próprias igrejas (denominações).

A solução: Não o ecumenismo, que ignora as diferenças substanciais, mas sim a restauração da Bíblia como Palavra de Cristo que tem autoridade única, o arrependimento das obras e doutrinas humanas entre as denominações e o retorno a falar apenas o que manda nosso Senhor Jesus Cristo.

Jesus edificou sua igreja. Os homens também construíram as suas. Qual vencerá contra as forças do Maligno?

Quando precisa, peça

Achamos que outros devem ler nossa mente.

FalarUm cartum mostra um casal maduro, sentado na sala, lendo o jornal. Ela pensa, sem falar: “De tanto tempo casados, sabemos o que o outro pensa”. E ele pensa, sem falar, em resposta: “De jeito nenhum!” Ninguém sabe o que outro pensa ou do que precisa sem que este comunique.

Sim, irmão, eu gostaria de receber de você algum benefício por estarmos no Senhor. Reanime o meu coração em Cristo!
Filemom 20, NVI

Paulo pede da parte de Filemom algo concreto. Quer que seu amigo envie seu escravo Onésimo para servir junto com ele, após ser convertido a Cristo durante sua fuga. Para Paulo, o homem fez jus ao significado do seu nome, “útil”.

Ao fazer o pedido, o apóstolo esperava uma resposta positiva, tanto que não o obrigava, mas lhe pedia este benefício. Escreveu a carta com a finalidade de fazer o pedido.

Da mesma forma, pedia e esperava da parte dos romanos e dos coríntios um benefício espiritual e material.

Qual a lição? Como Jesus ensinou, aquele que pede, recebe (Mateus 7.7-8).

E nós, achando que os outros devem perceber a nossa necessidade, deixamos de pedir. Que burrice!