Terá sempre onde morar

Salmo 37.27: Olhe além do momento.

Desvie-se do mal e faça o bem; e você terá sempre onde morar. Salmo 37.27

Uma câmera capta um único momento dentro do tempo e nos apresenta a cena daquele segundo. Às vezes, registra uma expressão facial ou gesto estranho que normalmente não teríamos notado na correnteza dos movimentos. Continue lendo “Terá sempre onde morar”

Quando ele vier

João 16.8-11: Este será o trabalho do Espírito Santo.

Quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo. Do pecado, porque os homens não creem em mim; da justiça, porque vou para o Pai, e vocês não me verão mais; e do juízo, porque o príncipe deste mundo já está condenado.
João 16.8-11

Jesus tinha de retornar ao céu a fim de que o Espírito Santo viesse. Vivemos agora sob a direção do Espírito. Temos hoje sua palavra da verdade revelada nas Escrituras, v. 13. Continue lendo “Quando ele vier”

Deus não tem favorito

Romanos 2.11: Esta verdade traz grande alívio.

Pois em Deus não há parcialidade.
Romanos 2.11

Para demonstrar misericórdia ou agir em juízo, Deus age da mesma forma para com todas as pessoas. Pois ele age de acordo com a sua santidade. Ele não tem favoritos. Não oferece privilégios especiais a ninguém. Continue lendo “Deus não tem favorito”

Justos firmes

Jó 17.9: A firmeza está no compromisso da retidão.

Mas os justos se manterão firmes em seus caminhos, e os homens de mãos puras se tornarão cada vez mais fortes.
Jó 17.9

Estava Jó falando ironicamente aqui, no meio do seu desespero? (Ver vv. 10-16.) Estava jogando no rosto dos amigos o que eles mesmos lhe falavam? Ou foi este texto uma centelha de esperança, antes de toda a esperança morrer? Continue lendo “Justos firmes”

‘Para cumprir toda a justiça’

Mateus 3.15: Jesus não questionou nenhum mandamento do Pai.

Respondeu Jesus: “Deixe assim por enquanto; convém que assim façamos, para cumprir toda a justiça”. E João concordou.
Mateus 3.15

Jesus não tinha pecado que devia confessar ou pelo qual devia receber o perdão. João batizava as pessoas que se arrependiam dos pecados. Ele reconhecia que o Senhor não tinha pecado e não tinha necessidade da imersão na água. Protestou quando Jesus se apresentou para o batismo. É compreensível seu protesto e ele tinha certa razão. Continue lendo “‘Para cumprir toda a justiça’”

Cuidado com as obras da justiça

Mateus 6.1: Faz uma diferença por que fazemos as nossas obras.

Evitem praticar as suas obras de justiça diante dos outros para serem vistos por eles; porque, sendo assim, vocês já não terão nenhuma recompensa junto do Pai de vocês, que está nos céus.
Mateus 6.1 NAA

Jesus espera que façamos obras de justiça. Ou, literalmente, praticar a “justiça”. Nossa justiça tem de ser “muito superior” que a dos religiosos, para entrarmos no reino de Deus, Mateus 5.20. O termo nos dois versos é o mesmo. Uma das maneiras, portanto, como ela (ou elas, no caso) tem de ser superior é a motivação por trás dela. Continue lendo “Cuidado com as obras da justiça”

Onde procurar proteção?

Salmo 7.9: Oração revela três verdades importantes.

Nosso mundo continua sendo sacudido por conflitos, guerras, rumores de guerras, políticas prejudiciais às nações, violência, economia difícil e outras provações. Onde pode uma pessoa procurar proteção? Continue lendo “Onde procurar proteção?”

O justo tem raiz

Salmo 1.3: O prefácio dos Salmos diz tudo.

justo-arvore

É prefácio. Introdução. Dica de tudo o que vamos ler depois. O primeiro Salmo começa com felicidade por não participar do mal com os ímpios. Passa pela satisfação naquilo que consegue saciar as necessidades mais básicas: a lei de Deus. E, em contraste com os ímpios, é seguro e bem-sucedido: Continue lendo “O justo tem raiz”