‘Para cumprir toda a justiça’

Mateus 3.15: Jesus não questionou nenhum mandamento do Pai.

Respondeu Jesus: “Deixe assim por enquanto; convém que assim façamos, para cumprir toda a justiça”. E João concordou.
Mateus 3.15

Jesus não tinha pecado que devia confessar ou pelo qual devia receber o perdão. João batizava as pessoas que se arrependiam dos pecados. Ele reconhecia que o Senhor não tinha pecado e não tinha necessidade da imersão na água. Protestou quando Jesus se apresentou para o batismo. É compreensível seu protesto e ele tinha certa razão. Continue lendo “‘Para cumprir toda a justiça’”

Cuidado com as obras da justiça

Mateus 6.1: Faz uma diferença por que fazemos as nossas obras.

Evitem praticar as suas obras de justiça diante dos outros para serem vistos por eles; porque, sendo assim, vocês já não terão nenhuma recompensa junto do Pai de vocês, que está nos céus.
Mateus 6.1 NAA

Jesus espera que façamos obras de justiça. Ou, literalmente, praticar a “justiça”. Nossa justiça tem de ser “muito superior” que a dos religiosos, para entrarmos no reino de Deus, Mateus 5.20. O termo nos dois versos é o mesmo. Uma das maneiras, portanto, como ela (ou elas, no caso) tem de ser superior é a motivação por trás dela. Continue lendo “Cuidado com as obras da justiça”

Onde procurar proteção?

Salmo 7.9: Oração revela três verdades importantes.

Nosso mundo continua sendo sacudido por conflitos, guerras, rumores de guerras, políticas prejudiciais às nações, violência, economia difícil e outras provações. Onde pode uma pessoa procurar proteção? Continue lendo “Onde procurar proteção?”

O justo tem raiz

Salmo 1.3: O prefácio dos Salmos diz tudo.

justo-arvore

É prefácio. Introdução. Dica de tudo o que vamos ler depois. O primeiro Salmo começa com felicidade por não participar do mal com os ímpios. Passa pela satisfação naquilo que consegue saciar as necessidades mais básicas: a lei de Deus. E, em contraste com os ímpios, é seguro e bem-sucedido: Continue lendo “O justo tem raiz”

O justo conduz à ruína

Provérbios 21.12: Mas o justo não faz mal a ninguém?

justo-ruina“Ele nunca faria mal a ninguém”. Ouve-se a frase de vez em quando sobre certas pessoas. Mas, certamente, tal pessoa não seria serva de Deus.

O justo observa a casa do perverso e conduz os ímpios à ruína.
Provérbios 21.12 A21

Algumas versões entendem que “justo” se refere a Deus, mas parece que Provérbios não usa o termo em relação ao Senhor. Recorrem a esta possibilidade, evidentemente, por causa das sensibilidades modernas que não cogitam a possibilidade do justo fazer mal a ninguém. Continue lendo “O justo conduz à ruína”

Elimine os maus!

Salmo 101.8: Para cultivar a justiça, é necessário retirar os maus.

dcon-eliminar

Sl 101. O rei, como responsável pelo bem-estar espiritual da nação de Israel, declara sua intenção de fazer valer a vontade de Deus entre o povo e de manter a lealdade e a justiça (1). Ciente da influência forte que os outros exercem, ele quer se cercar pelos fiéis e íntegros (6).

A cada manhã, destruirei todos os ímpios da terra, para eliminar da cidade do SENHOR todos os que praticam o mal.
Salmo 101.8, A21

8. A tarefa diária (NLT) do rei seria a de eliminar os maus dentro da nação. Seria algo que faria com zelo, sem descanso, dia a dia (OL).

Se o rei de Israel tinha tanto cuidado assim, quanto mais devem os supervisores retirar, sem demora, do meio das congregações pelos quais têm responsabilidade os infiéis e perversos de coração!

Cumpridor da lei

Ninguém é perfeito. Mas ainda dá pra ser justo.

obediênciaAlgumas tradições religiosas dizem que é impossível cumprir a lei. E têm razão, da perspectiva do mérito humano que prova a sua bondade a Deus, pois “ninguém é perfeito”, como tantos gostam de falar. Porém, a falta da perfeição não significa que seja impossível de obedecer à lei.

Irmãos, não falem mal uns dos outros. Quem fala mal de seu irmão, e julga ao seu irmão, fala mal da lei, e julga a lei. E se você julga a lei, já não é cumpridor da lei, mas juiz dela.
Tiago 4.11 BND

Tiago espera que os cristãos sejam cumpridores da lei. Pessoas que “obedece[m] à lei”, conforme tradução da NTLH. Esta é a linguagem que ele usa, sem sentir nenhuma vergonha, sem pedir desculpas pela colocação.

Desta forma, devemos dar o devido peso às descrições de Zacarias e Isabel, pais de João, o imergidor: “E eram ambos justos diante de Deus, andando em todos os mandamentos e preceitos do Senhor sem repreensão” (Lucas 1.6).

Afinal, Jesus nos ordenou a buscar em primeiro lugar o Reino e a sua justiça (Mateus 6.33). Isso significa a mesma coisa de cumprir a lei. Significa obedecer aos mandamentos de Deus. Significa fazer a vontade do Pai (Mateus 7.21).

Não há como buscar o Reino sem buscar a justiça de Deus.

Pai justo, que eu confie em sua bondade para fazer toda a sua vontade, pelo poder dado a nós por meio do seu Espírito. Pois Jesus é a minha justiça. Amém.