De neurônios e conexões espirituais

Levítico 19.17: Repreensão uma manifestação de amor e de santidade.

Como criaturas sociais que somos, sentimos profundamente as atitudes e ações dos outros. Recentes pesquisas mostraram que o cérebro físico está em constante fluxo, reajustando diariamente suas conexões neuronais de acordo com as interações humanas.

“Todos os relacionamentos modificam o cérebro”, escreve um autor, “e especialmente nosso vínculo mais íntimo, os quais nos fomentam ou nos falham, alterando os circuitos delicados que formam as memórias, as emoções e aquele suvenir máximo, o ego”.

As mudanças que as interações sociais efetuam no organismo físico são mínimas comparadas ao efeito que elas têm na pessoa interior que somos, a nossa alma eterna. Continue lendo “De neurônios e conexões espirituais”