Difícil encontrar um para carregar a cruz

Possível achar um sequer?

Durante seu ministério, Jesus encontrava homens para chamá-los como discípulos. Na parábola do banquete, os servos foram enviados para sairem nas ruas e convidarem “para a festa todas as pessoas que encontrarem” (Mateus 22.9, 10 VFL).

Jesus também, logo antes da sua morte, contou a parábola do servo bom e do servo mal, pronunciando uma bênção: “Feliz o servo a quem seu senhor encontrar fazendo assim quando voltar” (Mateus 24.46  NVI).

Mas quando veio a hora de carregar a cruz de Jesus, ninguém entre seus seguidores é encontrado.

Quando estavam saindo, os soldados encontraram um homem chamado Simão, da cidade de Cirene, e o obrigaram a carregar a cruz de Jesus.
Mateus 27:32 NTLH

Onde estavam Pedro, João, Tiago e os outros? Tinham fugido, abandonaram seu Senhor, e os soldados têm de encontrar e obrigar um estranho para carregá-la.

Onde estão hoje os discípulos para carregar a cruz de Jesus? Não um pedaço de pau ao longo da estrada, mas os sofrimentos do serviço, os rigores da obra, os temores pelas igrejas, as perseguições pelo evangelho. Quem carregará estes?

Será que ele encontra um? Ele poderá encontrar você?

Jesus já cuidou

Será que ele vai dar conta?

Lembramos os nossos familiares e amigos mais chegados de compromissos. “Não se esqueça da reunião de quinta!” “Você está lembrado da consulta médica?” O dia estava chegando e os discípulos não perceberam nenhum movimento do Mestre para arrumar os detalhes da refeição pascal.

E ao primeiro dia da festa dos pães sem fermento, vieram os discípulos a Jesus, dizendo-lhe: Onde queres que te preparemos, para comer a Páscoa?
Mateus 26.17 BLivre

Mais do que apenas detalhes da narrativa, os preparativos para a Páscoa sinalizam que Deus tem preparado seu Filho para este momento. Embora os discípulos evidentemente sentissem alguma falta de preparo da parte do Mestre, ele mais uma vez se revela em controle da situação.

Como sempre, o Senhor está uns passos na nossa frente. Aliás, ele está uma eternidade na nossa frente. Mas ainda ficamos preocupados se ele está preparado para o que vier na nossa vida.

Imagine!

Vida cheia de encrencas

Quem não quer uma vida mais tranquila?

PecadoQuem é que não quer evitar os problemas da vida? Pois bem, tem gente que gosta de arrumar encrenca ou, no mínimo, vive pulando de uma dificuldade para outra. Para quem, porém, procura evitar as piores saliências da vida, vale essa dica:

No caminho dos maus existem armadilhas e dificuldades; quem dá valor à vida se afasta deles.
Provérbios 22.5 NTLH

Dizem que os prazeres são pra quem quer curtir a vida. Mas elas têm um caroço duro de engolir, inevitável. Os imorais, os malandros, os desonestos, os preguiçosos — estes vão sofrer pra caramba, porque criam mais problemas ainda para si mesmos.

O pecado complica a vida. Quem te fala outra coisa é encrenqueiro.

Que nenhum se perca

O que o Pai quer, os filhos devem trabalhar a favor.

vontade de DeusNinguém é indispensável, mas para Deus cada um é desejável, ou seja, ele tem prazer em todos os seus filhos, mesmo os menos reconhecidos e os mais humildes.

Da mesma forma, o Pai de vocês também não quer que nenhum destes pequeninos se perca.
Mateus 18.14 VFL

Como o quarto bloco maior de discursos, o capítulo 18 do evangelho de Mateus diz respeito a vida na comunidade dos cristãos. Esta vida se rege pelos desejos do Pai de todos. Seu desejo é que todos sejam salvos. Por isso, todo esforço é pouco para manter todos dentro da graça divina.

Com isso em mente, e com a humildade duma criança (18.1-5), cientes do grande peso do pecado (18.6-9), os cristãos fazem de tudo para recuperar o irmão que comete pecado (18.15-17).

Ninguém tem prazer, por assim dizer, de seguir o procedimento estabelecido pelo Senhor Jesus de confrontar um irmão. Mas a comunidade se sente motivada pela vontade do Pai para não perder ninguém.

Isso é o que nos leva à casa do irmaõ pecador.

Sinais dos tempos

Não fica cutucando Jesus pra ver sinais.

escatologiaHoje, os religiosos preferem a ficção acima da verdade, e as pessoas gostam de ver algo fantástico e de sentir arrepios, ao invés de pensar nas maravilhas de Deus.

Olhando o céu, vocês sabem prever o tempo, mas não são capazes de interpretar os sinais dos tempos.
Mateus 16.3b EP

Os sinais dos tempos estão aí. Bem à vista, estão na cara. Um sinal aponta uma mensagem, uma verdade, uma presença. O sinal é algo fácil de entender, como quando o semáforo fecha. A cor vermelha significa parar.

Mas isso é fácil demais. Como os fariseus e saduceus da narrativa, queremos algo misterioso, estupendo, algo que faz o chão tremer e o céu rachar.

Queremos teorias de milênios e ficções de guerras travadas de Jerusalém a Londres e Nova York. Bota no meio da história alguns extra-terrestres e conspirações mundiais, e tem uma bela teologia do fim.

Quem quer viver na humildade com Jesus, porém, não precisa de tais enfeites para sua fé. Do Senhor, certamente, não receberá nenhum sinal além da sua vinda e da sua morte.

Para quem tem como maior alvo andar na presença de Deus, isso é mais do que suficiente.

Confiar ou trair

Falta ao discípulo a falsa segurança dos de fora.

Confiar em DeusNinguém gosta de chegar no último lugar. Mas quem na vida aparece na frente pode ficar, aos olhos de Deus, por último.

e Simão, o nacionalista; e Judas Iscariotes, que traiu Jesus.
Mateus 10.4 NTLH

A lista dos apóstolos em Mateus 10 é dividida em pares, refletindo evidentemente o envio deles de dois em dois na comissão limitada. Nos evangelhos Judas aparece por último e sempre com a identificação de ser o traidor do Senhor.

Pelo jeito, ninguém suspeitava de Judas. Era o tesoureiro confiado com os donativos para o sustento do Mestre e do seu grupo. No mundo, quem controla o dinheiro é pessoa importante, então, Simão Zelotes deve ter ficado satisfeito com Judas como parceiro de pregação.

Ao longo do ministério de Jesus, porém, algo incomodava o coração de Judas, até chegar ao ponto de vencê-lo. Na hora de sair na comissão limitada, eles tiveram de abrir mão de malas e moeda, para depender da hospitalidade dos seus ouvintes. O homem que amava o dinheiro e, talvez, achava nele seu conforto e valor, deve ter achado tais experiências, no mínimo, assustadoras.

Jesus nos lança no mundo sem as escoras de sustentação das quais o mundo depende. Temos a sua presença, e a comunhão dos irmãos, mas falta a falsa segurança dos de fora.

Basta ver se confiaremos nele, ou tentaremos no final garantir a sustentabilidade da nossa causa. E, no processo, trair o Salvador, para ficar por último.

Não depende de mim

Deus é quem nos capacita.

HumildadeConheço uma pessoa que relata as realizações dos outros como se fosse ela que tivesse realizado. Isso já é ruim; pior ainda quando se faz isso em relação a Deus. Mas o jovem José deu crédito a quem lhe pertencia.

Respondeu-lhe José: “Isso não depende de mim, mas Deus dará ao faraó uma resposta favorável”.
Gênesis 41.16 NVI

Gostei da tradução da Bíblia de Jerusalém: “Quem sou eu!” Quando o soberano do Egito falou a José que ouvia que podia interpretar sonhos, José responde assim.

Por toda boa obra no reino de Deus, devemos responder de forma semelhante. E não só responder, mas pensar assim.

Pois não tem nada pior no reino do que atribuir as realizações divinas a nós mesmos.

 

Igreja unida e global

Isso veio do Senhor Jesus.

IgrejaUma Bíblia de estudo em inglês comentou 2 Coríntios 9.13: “Paulo teve a visão de uma igreja cristã unida e global, a qual se tornaria uma testemunha poderosa à obra de reconciliação do Senhor”. De fato. E não somente Paulo, mas isso veio do Senhor Jesus.

E também eu te digo, que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei minha Igreja; e as portas do mundo dos mortos não prevalecerão contra ela.
Mateus 16.18 BLivre

O problema: Os homens abandonaram a Palavra de Deus para construir suas próprias igrejas (denominações).

A solução: Não o ecumenismo, que ignora as diferenças substanciais, mas sim a restauração da Bíblia como Palavra de Cristo que tem autoridade única, o arrependimento das obras e doutrinas humanas entre as denominações e o retorno a falar apenas o que manda nosso Senhor Jesus Cristo.

Jesus edificou sua igreja. Os homens também construíram as suas. Qual vencerá contra as forças do Maligno?

A história é nossa

Jesus não apareceu do nada.

Plano de salvaçãoCada pessoa tem uma história, tanto familiar, como social, como membro da sua comunidade e do seu país. Jesus também tem sua história.

Esta é a lista dos antepassados de Jesus Cristo, descendente de Davi, que era descendente de Abraão.
Mateus 1.1 NTLH

Jesus teve uma história, fazia parte de um plano, apareceu no fim dos tempos, quando chegou, no relógio de Deus, no tempo certo. O Soberano não decidiu num belo dia enviar seu Filho ao mundo. Foi a conclusão de longo processo de preparação, para que pudesse ter o maior sucesso possível, no objetivo de salvar muitos.

Para quem conhece pouco do Antigo Testamento, a genealogia de Cristo parece uma lista enfadonha de nomes. Para quem entende, porém, que o Altíssimo estava trabalhando havia muito tempo em prol da humanidade, cada nome representa um passo importante em direção à redenção.

Para nós cristãos, essa bela história agora é nossa.

O justo que fraqueja

Há poucos que resistem a torrente do mundanismo.

FirmezaPresenciei há umas semanas uma conversa entre um irmão que considerava fiel e um progressista na igreja. Eu estava ficando contente com a firmeza do primeiro até que o segundo o acusou de criar divisão por causa do seu protesto contra a falsa doutrina. O irmão pediu desculpas e se silenciou.

Como fonte contaminada ou nascente poluída, assim é o justo que fraqueja diante do ímpio.
Provérbios 25.26 NVI

Grande promessa mal cumprida. Assim é a pessoa justa que, por causa da pressão inevitável, cede lugar ao ímpio. O ímpio pode aparecer em qualquer lugar, mesmo na igreja. Ele puxa constantemente para o mal. Lança mão de todos os recursos da pressão para persuadir, pressionar e conseguir, se não a participação, pelo menos, a aceitação dos outros.

Há poucos na igreja, pelo que se vê, que não fraquejam perante a torrente da impureza e mundanismo que cai sobre os fiéis.

Você será um deles?