Geração incrédula e perversa

Tomará como insulto ou repreensão?

Poder DivinoFomos ensinados a não chamar ninguém de idiota ou estúpido. Os insultos machucam, não resolvem nada, dificultam os relacionamentos e comunicam arrogância da parte de quem os usa.

O que Jesus então está fazendo com essas palavras?

Respondeu Jesus: “Ó geração incrédula e perversa, até quando estarei com vocês? Até quando terei que suportá-los? Tragam-me o menino”.
Mateus 17.17 NVI

O pior é que, desta vez, ele se dirige aos próprios discípulos. Antes, falava assim para os judeus que recusaram a crer nele (Mateus 12.39). Mas os discípulos tinham falhado na sua tentativa de expulsar um demônio de um menino. De alguma forma, deixaram de confiar em Jesus e lançar mão do poder que ele tinha outorgado a eles. Talvez sua tendência de competir entre eles surgiu, na ausência de Jesus, enquanto estava no monte da transfiguração.

Então Jesus, ao invés de insultar, repreende. E resolve a situação. Mas nem sempre estará por perto, pessoalmente, para limpar a bagunça deles.

Quando os discípulos deixaram de cumprir a sua missão, recebida do Senhor para o bem das pessoas e para a vinda do reino de Deus, eles mereciam a mesma repreensão que o Senhor deu aos escribas e fariseus.

Por meio da repreensão, Jesus espera que os discípulos acordem, arrependem-se e ajam com fé. Porque o tempo é curto.

Tem hora que merecemos ouvir a mesma repreensão, ao falharmos de cumprir a nossa missão de pregar o evangelho em todo o mundo. E nós, acordaremos a tempo?

Perdoe-me, Senhor, quando tento agir sem fé, sozinho, ao cumprir sua missão, sem confiar plenamente na ação do seu Espírito em mim e no poder das Escrituras para salvar.

Segure este pensamento: Longe de Jesus, falha a nossa força.

O evangelho de Romanos

Como é o livro de Romanos?

EvangelhoMuitos livros bíblicos têm um ou mais versículos que expressam muito bem o seu tema. Romans também tem:

Pois eu não tenho vergonha das Boas Novas, porque elas são o poder de Deus para salvar todo aquele que crê: primeiro os que são judeus e depois os que não são judeus. As Boas Novas mostram a maneira pela qual Deus nos declara justos, e ela está baseada inteiramente na fé, como está escrito: “Aquele, que pela fé é declarado justo, viverá”.
Romans 1.16.17 VFL

ALGUMAS CARACTERÍSTICAS DO LIVRO

  1. Por ser uma das mais compridas, Romanos aparece no Novo Testamento primeiro na coleção de cartas. Talvez o tema da carta, sobre a obra de Deus para salvar o ser humano, ajudasse na hora de organizar o cânon.
  2. A obra de Deus é ênfase na carta. A palavra “Deus” é usada 153 vezes, muito mais do que em qualquer carta de Paulo.
  3. Paulo nunca esteve, a essa altura, em Roma. Espera visitar os cristãos lá. Quer que eles o ajudem na sua viagem missionária para Espanha. Pela carta, quer ter certeza de que todos estejam na mesma página quanto ao conteúdo do evangelho.
  4. A carta começa e termina com a mesma frase: “a obediência da fé” (1.5 e 16.26). Por esta inclusão, Paulo quer também ressaltar a importância da resposta humana ao evangelho. (A NVI traduz “obras” [de mérito] por “obediência” no capítulo 3, fazendo com que Paulo se contradiz. Há uma grande diferença entre os dois!)

Deus Pai, que possamos ler os documentos do Novo Testamento com uma apreciação espiritual e missionária.

Segure este pensamento: Nada vale a obra de Deus para o homem que nada faz para aceitá-la.

 

Não resgate a boneca inflável

Temos uma visão clara do nosso objetivo?

resgate de almaA polícia em Shadong, na China, recebeu telefonema sobre o corpo de uma mulher flutuando num dos rios da província.

Então, uma equipe de resgate de 18 policiais gastaram 40 minutos retirando o corpo, para depois descobrir que era apenas uma boneca inflável.

Sabemos o que nós queremos salvar? Está claro na nossa mente o objeto dos nossos esforços de resgate? Ou será que nossos esforços serão por nada, depois de trabalhamos de forma tão árdua?

“Meus irmãos, se algum de vocês se desviar da verdade e alguém o trouxer de volta, lembrem-se disso: Quem converte um pecador do erro do seu caminho, salvará a alma dessa pessoa e fará que muitíssimos pecados sejam perdoados” (Tiago 5.19-20).

Temos uma visão clara que a nossa tarefa é para salvar uma alma da morte eterna?

Criador de alma e corpo, que nossos esforços sejam à altura do nosso objetivo.

Segure este pensamento: Trabalhamos não para pintar uma parede ou vestir a nudez, mas salvar uma alma e ganhar de volta o desviado.

Minha vida sem valor

O importante não é preservar a todo custo a vida física.

Quando a igreja tiver homens e mulheres que fazem essa afirmação do apóstolo Paulo—e vivem de acordo dela, haverá grandes avanços no reino de Deus:

Mas eu não dou valor à minha própria vida. O importante é que eu complete a minha missão e termine o trabalho que o Senhor Jesus me deu para fazer. E a missão é esta: anunciar a boa notícia da graça de Deus.
Atos 20.24 NTLH

Há algo mais importante do que a vida física. Investir na eternidade é o valor supremo. A obra de Deus merece todo o nosso esforço, toda a nossa dedicação, mesmo às custas da própria vida.

Se Cristo entregou a sua vida para o projeto do Pai, poderemos fazer menos?

Deus da minha salvação, a sua justiça vem primeiro, acima da própria vida física. Fazer a sua vontade e anunciar o evangelho é tudo para mim. Porque foi assim para meu Senhor Jesus. Amém.

Segure este pensamento: Para o evangelho, todo esforço é pouco.