71 mortos em queda de avião. O que pensar? O que fazer?

Eclesiastes 9.11: O acaso ocorre, então o que fazer?

O Brasil acordou essa manhã com a notícia do acidente do avião fretado que transportava a delegação da Chapecoense para Medellín, na Colômbia. Há 76 mortos e 6 sobreviventes, até o presente momento.

Tais acidentes levam muitos a questionar por que acontecem a perda de vida que não parece ter sentido. Questionam Deus, como se ele fosse responsável, com intenção maléfica. Duvidam que existe no mundo algum princípio de bom. Continue lendo “71 mortos em queda de avião. O que pensar? O que fazer?”

Não teria morrido

“Então Marta disse a Jesus: -Se o Senhor estivesse aqui, o meu irmão não teria morrido!”
João 11.21

No meio às lágrimas sobre a morte de Lázaro, esta frase devia ser o refrão da família. Maria a repete no verso 32. Tão convictas elas sobre o poder do Mestre, lamentavam que Jesus não conseguiu chegar a tempo para salvar seu irmão. Continue lendo “Não teria morrido”

Que os avise

Ele respondeu: “Então eu te suplico, pai: manda Lázaro ir à casa de meu pai, pois tenho cinco irmãos. Deixa que ele os avise, a fim de que não venham também para este lugar de tormento”.
Lucas 16.27-28

O rico pede AbraãoAssim falou o rico, no tormento, a Abraão, ao lado de quem estava Lázaro.

Se os mortos pudessem falar conosco, o que falariam?

Não haveria conversa de saúde fí­sica, nem de ganhos financeiros.

Não haveria papo de futebol nem de candidato polí­tico.

Falariam uma coisa só: Deus nos deu esta vida a fim de que nos preparemos para a eternidade.

Os mortos não podem falar conosco.

Abraão deu uma resposta simples e contundente ao rico: para se prepararem para a eternidade, que os vivos leiam a Bí­blia (verso 29).

A mesma resposta ainda vale para nós.