Torne-se filho de Deus

João 1.12-13: Não somos filhos de Deus automaticamente.

Contudo, aos que o receberam, aos que creram em seu nome, deu-lhes o direito de se tornarem filhos de Deus, os quais não nasceram por descendência natural, nem pela vontade da carne nem pela vontade de algum homem, mas nasceram de Deus.
João 1.12-13

Ninguém nasce, fisicamente, como filho de Deus. Não é por “meios naturais” (NTLH) que alguém é filho dele. Não somos seus filhos automaticamente. A afirmação: “Somos todos filhos de Deus”, é uma mentira. Continue lendo “Torne-se filho de Deus”

E ele os curou

Mateus 4.23-24: Da mesma forma, ele nos salva.

A Boa Nova é ilimitada no seu poder de transformar. Deus perdoa, faz nascer de novo, transfere de uma hora para outra do reino das trevas para o seu reino de luz. Da mesma forma que as curas de Jesus foram instantâneas, a ação espiritual de Deus é imediata.

Jesus foi por toda a Galiléia, ensinando nas sinagogas deles, pregando as boas novas do Reino e curando todas as enfermidades e doenças entre o povo. Notícias sobre ele se espalharam por toda a Síria, e o povo lhe trouxe todos os que estavam padecendo vários males e tormentos: endemoninhados, epiléticos e paralíticos; e ele os curou.
Mateus 4.23-24 NVI

Não houve nada de médico, de tratamento, de recuperação, de melhora gradativa. Levaram a Jesus os doentes e ele os curou. Com um simples toque, com uma palavra apenas, Jesus restaurou-lhes a saúde perfeita.

Estas curas físicas nos apontam a natureza da cura espiritual.

Na imersão da pessoa que desce na água com fé e decisão de servir ao Deus vivo, a restauração espiritual é imediata. A transferência é feita na hora. O perdão é instantâneo. Nasce um filho de Deus.

Precisamos aprender a viver a nova vida, mas esta vida não é menos real por isso.

O Senhor nos salvou com a palavra, nos redimiu pelo sangue de Jesus Cristo, cuja ação é eficaz, e nele nos alegramos eternamente.

Segure essa ideia: Salva Deus ao estalar dos dedos, / Com vida nova, vence nossos medos.