O que é bom e tudo o que preciso?

Salmo 73.28: Depois de muita luta, eis a conclusão.

O ser humano tem mil definições do bem e do mal. No final, sem um padrão exterior e objetivo, ele acaba definido o que é bom em termos das suas preferências.

No meio duma experiência difícil, um escritor luta com a questão da bondade de Deus, Salmo 73.1, e chega à seguinte conclusão: Continue lendo “O que é bom e tudo o que preciso?”

Como? A pergunta mais fácil de responder

Juízes 6.15-16: Não façamos essa pergunta de Gideão.

Contamos apenas aqueles recursos que conseguimos enxergar e manipular. A tendência é humana e universal, ao longo dos milênios, de não levar em conta o poder de Deus. Continue lendo “Como? A pergunta mais fácil de responder”

Quando Deus toca no homem

Daniel 10.17-18: Como Daniel, o Senhor considera seu povo como muito amado.

Nossas forças vêm de Deus. Somos seres impotentes nas coisas de Deus. Não temos nenhuma possibilidade, das nossas próprias contas, de aproximar-nos de Deus nem de viver e servir Cristo.

A experiência de Daniel serve de figura para a nossa, quando nos encontramos em Cristo. Continue lendo “Quando Deus toca no homem”

Cristo presente para fazer algo acontecer

Mateus 1.23, 18.20, 28.20: Este evangelho tem um interesse especial no tema.

 

A presença de Deus e de Cristo em nossa vida não é um elemento inerte. Ele nos vem a fim de fazer mudanças e efetuar transformação. Deus vem até nós para trabalhar, e não para descansar.

Duas vezes no evangelho de Mateus, Cristo diz estar presente com seu povo, nas duas para a salvação de almas. Continue lendo “Cristo presente para fazer algo acontecer”

A morada de Deus entre os homens

Êxodo 25.8: Deus se fez presente no santuário.

tabernaculo

O ser humano precisa de moradia, para protegê-lo dos elementos da chuva, do frio e do calor e das ameaças de insetos, bichos e predadores da sua própria raça. Sua moradia lhe traz um grau maior ou menor de conforto.

Deus também tem uma moradia, mas não porque ele precisa de proteção. Ele deseja e por isso escolheu habitar entre um povo da sua escolha. Por meio desta moradia ele não recebe benefício, mas o confere. Ele abençoa ao seu povo por meio da sua presença no seu meio. Continue lendo “A morada de Deus entre os homens”

Reduziu a vida ao essencial

Salmo 27.4: Você sabe, como Davi, fazer um único pedido?

A economia brasileira cresceu, dando-nos maior poder de compra e acesso à tecnologia e a opções de vida. É bom ter estas opções, mas precisamos ter a visão de reduzir a vida ao essencial, como fez o rei Davi, ao pedir uma única coisa.

A Deus, o SENHOR, pedi uma coisa, e o que eu quero é só isto: que ele me deixe viver na sua casa todos os dias da minha vida, para sentir, maravilhado, a sua bondade e pedir a sua orientação.
Salmo 27.4 NTLH

O essencial é estar com Deus. Nada mais importa. As circunstâncias de Davi não foram favoráveis, cercado como ele foi por inimigos. Mas ele não se deixou intimidar. “Não terei medo”, afirma neste mesmo salmo.

E não tem mesmo. Porque ele sabia como reduzir a vida ao essencial.

Você também sabe?

Que raiva!

Destruir a presença de Deus é o pior pecado.

Lembra a raiva dos judeus quando Jesus falava na destruição do templo e eles pensavam que ele se referisse ao templo físico em Jerusalém?

Vocês não sabem que são santuário de Deus e que o Espírito de Deus habita em vocês? Se alguém destruir o santuário de Deus, Deus o destruirá; pois o santuário de Deus, que são vocês, é sagrado.
1 Coríntios 3.16-17 NVI

Um dos argumentos mais poderosos de Paulo contra a divisão na igreja coríntia (o assunto que ele trata nestes versos) é essa: Dividir a igreja como estavam fazendo é destruir o templo de Deus.

O templo é o local onde Deus habita. Destruir a sua casa? Isso devia causar, como causou nos judeus, uma revolta. A revolta nos cristãos deve ser maior ainda, pois não se trata de uma edificação física, mas sim na pessoa deles, uma habitação profunda, pessoal e relacional.

O verso acima expressa o propósito do evangelho, a razão da Bíblia, o motivo da crucificação, o objetivo do projeto divino: Deus no meio dos homens, a presença do Senhor conosco.

Não há dom maior do que sua presença, nem catástrofe pior, do que a sua destruição na igreja.

Pai, que sua presença entre nós seja cultivada, pela obediência e pela preservação da unidade conforme o seu plano.

Segure este pensamento: Deus presente é o bem maior.